Após legalização, desistência de abortos sobe 30% no Uruguai

Foi divulgado neste fim de semana o segundo relatório anual do Ministério da Saúde (MSP) com alguns dados sobre o aborto, coletados entre dezembro de 2013 e novembro de 2014.

A lei de interrupção voluntária da gravidez está em vigor no Uruguai desde o final de 2012. Além do país, essa possibilidade amparada pelo sistema de saúde existe também na capital mexicana, em Cuba, Guiana e Porto Rico.

COSMO apoia as discussões sobre o tema e apresenta alguns dos resultados sobre o aborto apresentados no relatório anual do Ministério da Saúde:

  • O número de mulheres que decidiram levar adiante a gravidez após solicitar um aborto legal no Uruguai cresceu 30% em 2014 se comparado ao ano anterior.
  • O total de abortos legais concretizados subiu 20%, com 8.500 interrupções voluntárias da gravidez, mais do que no mesmo período no ano anterior.
  • O número de abortos concretizados traz uma relação de 12 para cada 1.000 e são mulheres entre 15 e 45 anos.
  • 18% das mulheres que buscam o procedimento correspondem a menores de 20 anos.
  • 60% dos abortos ocorreram em Montevidéu e os demais no interior do país e nenhuma morte aconteceu no período de vigência da nova lei.

Veja também:

“Eu fiz um aborto” – depoimentos de quem já abortou uma gestação

Aborto: a polêmica ilegal

5 questões essenciais sobre aborto

Aborto: 10 mitos sobre o assunto que precisam ser esquecidos

Para a ginecologista e ex-diretora de Saúde Sexual e Reprodutiva no MSP, Leticia Rieppi, que participou da coordenação do relatório, a ascensão no número de abortos está dentro do esperado para os primeiros anos de vigência da lei.”O que nos surpreendeu foi o aumento de desistências, o que demonstra que a lei vem cumprindo seu papel. Não é uma lei que promove o aborto, mas a reflexão”, disse a médica.

“O MSP continuará potencializando o acesso à informação de métodos contraceptivos, de modo a não chegar tarde para promover e facilitar a decisão voluntária da maternidade”, concluiu o comunicado.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s