Como puxar uma conversa picante para esquentar o clima

Ao vivo, no celular ou pela Internet, falar coisas picantes deixa tudo mais sexy.

Se você quer ter a transa mais quente da sua vida ou se tornar presença vip nos pensamentos do gato (sim, aqueles…), abuse do vocabulário erótico. Pode ser ao vivo, pela internet ou por WhatsApp. Nelma Penteado, que há 16 anos ministra o curso Papo Quente, divide a conversa caliente em três níveis:

1. Sensual

Quando você elogia o rapaz: “Adoro a sua boca”.
 
2. Erótico

Diga: “Quero te dar um beijo de língua bem gostoso”.

3. Safada

Fale claramente o que deseja que ele coloque na sua boca. No primeiro encontro, mesmo que seja apenas virtual, é melhor evitar o terceiro nível. Antes de soltar o verbo, teste seu parceiro. “Veja como ele responde até ter certeza de que pode bancar a safada”, diz Nelma.

 

Receita quente

Seja qual for o nível de sacanagem que você escolher, o segredo para virar uma expert em comunicação sexual é fazer o cara se sentir inesquecível na cama. Anote uma receita infalível para se tornar boa de lábia:

Elogiá-lo bastante: diga e escreva frases como “Adoro seu sorriso” e “Que boca deliciosa você tem”.

Contar o que vai fazer com ele quando se encontrarem: aqui, entram frases como “Não vejo a hora de te beijar todinho” e “Só de pensar na gente juntos, fico toda excitada”.

Mostre o que quer que ele faça com você: “Adoro quando você beija meu pescoço”, “Estou contando os minutos para a gente transar”.

Dica: ao vivo ou ao telefone, preste atenção no tom de voz. “Fale de maneira sensual, sussurrando e prolongando as vogais”, diz Nelma.

 

O segredo da safada

Chegará a hora de se referir aos órgãos sexuais. Se vocês são íntimos, é provável que ambos já tenham algum apelido carinhoso. Mas, se o relacionamento ainda não engrenou, escolha nomes com os quais se sinta à vontade. Evite os termos clínicos. Ouvir as palavras “pênis” e “vagina” irá fazê-lo se sentir no consultório do urologista. Ah, sim, nunca, jamais use o diminutivo para se referir a outra parte do corpo dele que não seja a barriga.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s