Manual da massagem erótica para esquentar as preliminares

Nossa colunista Cátia Damasceno, do canal Mulheres Bem Resolvidas, dá dicas power para você tirar melhor proveito na transa.

 

Nossa conversa essa semana é sobre como fazer uma massagem erótica de arrasar. Muita gente nunca fez, e para outras a experiência de ter feito ou recebido não foi lá muito satisfatória. Por isso trouxe algumas dicas muito úteis, destacando não só o que vocês precisam saber para fazer a massagem, como o que não fazer.

Vamos lá!

 

Temperatura ambiente – não dá pra você querer fazer uma massagem se o quarto estiver frio né, porque aí o parceiro – que, pressupomos, estará nu – não vai entrar no clima. Então prestar atenção se a temperatura do quarto está agradável é um ponto muito importante. Aqui também cabe a dica de sentir a temperatura do óleo ou creme que usará na massagem. Nunca coloque direto na pele do parceiro, pois o choque térmico pode tornar tudo desagradável. Teste antes, espalhando nas suas mãos antes de tocar na pessoa.

 

Música –  Com certeza a música faz o ambiente, desde que seja a música certa. Fuja das músicas relaxantes, lembre-se que o objetivo é uma massagem mais sensual e não colocar o parceiro ou parceira pra dormir! Então foque em ritmos como Jazz, Blues ou a trilha de 50 Tons de Cinza que é perfeita e COM CERTEZA vai colaborar pra esquentar o clima.

 

Aroma – É importante que o quarto esteja com um cheiro agradável. Minha dica é fugir dos aromas muito doces e priorizar os amadeirados (cravo e canela, por exemplo). Você pode recorrer aos aromatizadores e até incensos, tomando o cuidado claro de saber se a outra pessoa não possui alguma alergia.

 

Toque – Por fim, outro item muito importante para tornar a massagem realmente satisfatória é o toque. Lembre-se que o objetivo não é fazer carinho, então se você usar a mão muito leve pode virar até cócegas e ai quebra o clima. Se for a mulher fazendo a massagem, a dica é colocar um pouco mais de força nos movimentos e se for o homem, maneirar um pouco para não machucar. A melhor maneira de não errar é ir perguntando ao parceiro se ele prefere que você intensifique ou diminua. Mas claro, isso só no começo da massagem, depois que você pegar o ritmo é só manter!

 

Ah, dica importante. Deixem as zonas erógenas do parceiro ou parceira para o final da massagem: comecem focando nas costas, ombros … as áreas comuns!

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. paula siqueira campos

    Nossos maridos tem que saber fazer massagem em nós esposas. E sem qualquer segunda intenção deles. Normalmente eles querem ja fazer meio minuto de massagem e ja partirem para nos penetrarem. No meu caso eu resolvi o problema colocando um cinto de castidade no meu marido. Agora nosso casamento é perfeito e somos os dois muito felizes. Se você quiser saber mais é só ler nosso blog com nossa vida real: http://submissocornoecontrolado.blogspot.com.br

    Curtir