Namoradas espiãs!

Descobrir tudinho que o lindo faz quando está longe dos seus olhos parece irresistível? NOVA ensina técnicas avançadas para mulheres que querem se tornar profissionais na arte da espionagem

Seja sutil na hora de espionar e, se for pega, tenha uma desculpa boa na ponta da língua
Foto: Getty Images

Ok, fuçar na vida do seu querido não é uma conduta digna de elogios. Mas com um pouco de observação à paisana, você descobre mais sobre a vida secreta dele do que sonha a vã filosofia masculina. NOVA entrevistou sociólogos e detetives e montou um curso completo para espiãs da Investigação Amorosa. Ele é dividido em três níveis: iniciante, para descobrir informações de um homem que acabou de conhecer; intermediário, que indica se ele deve ser seu próximo namorado; e avançado, com manobras arriscadas usadas apenas para confirmar indícios de traição. Veja, já!

Nível inspeção sutil

Engloba espiadelas na casa e no carro dele. E o melhor: sem riscos de ser descoberta.

No boxe do banheiro

Procurar por objetos femininos, como sabonete líquido ou lâmina de depilação rosa. Eles indicam que outra mulher frequentou a casa do lindo. Veja se há fios de cabelo maior que o dele no ralo.

No carro

Procurar por endereços registrados no GPS ou anotações, que denunciam por onde seu gato andou. Ele pediu para pegar um CD no porta-luvas? Ótima chance para ver se tem camisinhas.

Na sala de TV

Procurar por DVDs. É… Só isso. Além de descobrir os gêneros de que seu amor gosta, torça para encontrar nas prateleiras ao lado lembranças inocentes, como uma foto antiga de família.

Na mesa onde ele esvazia os bolsos

Procurar por cartões de visita mostram com quem seu namorado conversou. Recibos de bares ou restaurantes? Contas caras significam que ele convidou alguém ou bebeu demais.

No congelador

Procurar por sinais de que ele gosta de receber visitas, como copos gelados de cerveja. Bandejas de carne? Bom cozinheiro. Se vir refeições light, desconfie: pode ter outra. Repare na quantidade de gelo em cima da caixa para saber se está lá há muito tempo.

No escritório

Procurar por contas de cartão de crédito para saber como ele gasta o salário. Costuma pagar apenas o valor parcial da fatura? Se se enrola nos juros, pode não ser tão responsável assim…

Se for pega: tenha uma caneta na mão e diga que estava testando-a no papel.

No cesto de roupa suja

Procurar por manchas incriminadoras ou perfumes estranhos na cueca. Se encontrar roupas de mulher no mesmo cesto…

Se for pega: pergunte se ele não está sentindo um cheiro esquisito no ar. Desculpa, mas você até achou que viesse das roupas dele…

Na caixa de remédios

Procurar por medicamentos que revelem disfunção sexual, depressão, ansiedade ou transtorno de atenção.

Se for pega: queixe-se de dor de cabeça.

Na bolsa da academia

Procurar por objetos que, obviamente, não são usados no treino (como camisinhas). Quando ele voltar, cheque se as roupas estão suadas.

Se for pega: fale que estava procurando pelo número do tênis dele. Você ia surpreendê-lo com um par novo, mas já que ele descobriu…

Na máquina digital

Procurar por fotos das “amigas” e das baladas a que vai… Mas cuidado: antes de surtar com aquela loirona agarrando seu amor, olhe as datas. Não faz sentido criar caso se a fotografia foi tirada antes de namorarem.

Se for pega: abrace-o, sorria e tire uma foto.

No criado-mudo

Procurar por lubrificantes ou revistas pornôs, que dão uma pista do que o excita.

Se for pega: diga que procurava uma caneta ou o carregador de celular.

No computador

Procurar por sites que ele acessa. Descobrir é fácil: basta ir ao histórico ou pasta de endereços favoritos.

Se for pega: acuse o computador, que abriu vários links sem você clicar. Só pode ser vírus!

No lixo

Procurar por vestígios dos últimos dias da vida dele. Você vê tudo: o que comeu, quando usou fio dental, se bebeu cerveja…

Se for pega: faça cara de preocupada e diga que seu anel caiu na lixeira.

Na gaveta de cuecas

Procurar por objetos que ele guarda a sete chaves, como lembranças importantes ou íntimas demais (pornografia pesada, por exemplo). Você encontra mais segredos como esses embaixo da cama ou na prateleira de cima do armário.

Se for pega: pergunte se tem uma meia para emprestar. Você está com muito frio nos pés!

No celular e na conta de telefone

Procurar por chamadas recentes e mensagens de texto. Compare os números com os que aparecem na conta, assim descobre o horário, a frequência e o tempo das ligações suspeitas.

Se for pega: pergunte onde ficam os jogos do celular. Se estiver com a conta na mão, finja que estava usando-a como leque.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s