O mapa do orgasmo simultâneo

Tem o truque de puxar os testículos, a manobra da ponte, o reforço do aparelhinho vibrador. Confira as dicas da expert Tracey Cox para você ter prazer com o seu amor

Acha que o orgasmo simultâneo é uma verdadeira façanha? Veja dicas para chegar lá
Foto: Getty Images

Não foi à toa que Tracey Cox, ex-editora da revista Cosmopolitan, dedicou parte de seu novo livro, Consultório Sexual (Matrix), ao orgasmo simultâneo. A psicóloga faz questão de lembrar que chegar lá juntinho não deve ser uma obrigação. Poucos casais realizam a façanha com frequência, provavelmente porque esquecem que, para o orgasmo simultâneo acontecer, é preciso que o homem reduza o ritmo enquanto a mulher acelera o dela. Anote essas dicas.

Avalie sua excitação quando estiver se masturbando

Atribuir nota a cada estágio é o jeito mais fácil de saber o que faz você chegar ao clímax, segundo Tracey. Como parâmetro, lembre-se da última experiência orgástica sensacional que teve: essa sensação vai equivaler ao 10. Já o zero corresponde aos momentos sem nenhum tesão. Na maioria de nós esse progresso é desordenado, passando de 3 para 6 se o parceiro atinge o lugar certo e escorregando de 9 para 2 se ele erra o alvo. “O segredo para conseguir o orgasmo simultâneo é deixar você o mais próximo possível da explosão orgástica, mas dispondo de tempo suficiente para esperá-lo atingir o mesmo patamar”, orienta Tracey.

Use um lubrificante

“Deixe claro para o parceiro que não estar molhada não quer dizer falta de excitação”, avisa a estudiosa.

Manobra da ponte

A ideia é que o bonitão estimule seu clitóris até o ponto do orgasmo, mas sem desencadeá-lo de fato. Só então vocês devem passar a usar as estocadas como estímulo principal.

Acerte a posição

As mais indicadas são aquelas que a deixam em ponto de bala rapidinho, mas o seu querido não tanto. “Você por cima dele ou a penetração por trás são as posições que mais estimulam a parede frontal da vagina”, alerta Tracey.

Explore o pubococcígeo

Esse músculo, localizado na região genital, facilita e intensifica o seu orgasmo, aumenta a lubrificação e dá prazer extra ao gato. Para tirar proveito dele, exercite-o simulando que prende o xixi.

Lute com todas as armas

Depois de experimentar cada uma das táticas separadamente, tente combiná-las. A expert dá um exemplo: “Escolha uma posição que estimule a parede frontal da vagina e pressione um vibrador pequeno contra o clitóris ao mesmo tempo”.

Pare de pensar no orgasmo

Apenas procure se concentrar em cada momento da transa – no toque dela, no cheiro, nos gemidos… “Quanto melhor souber administrar essa etapa, mais vai conseguir reduzir o próprio ritmo durante a relação e mais chances terá de satisfazer a parceira e de ambos conseguirem o orgasmo simultâneo”, explica Tracey.

Tenha um orgasmo antes

“Para a maioria dos homens, é bem mais fácil manter o controle depois do primeiro gozo”, justifica a especialista.

Fique amigo do amigo dela

“A melhor dica que posso dar a quem quer conseguir o orgasmo simultâneo: ter um vibrador pequeno e cilíndrico pressionado contra a região clitoriana da parceira”, conta Tracey.

Falem bastante

E deixem claro em que ponto da excitação cada um está. “Nooove!” ou deixar escapar um “Dois, ainda”. Essa brincadeira melhora a comunicação na cama.

Masturbem-se juntos

Detalhe: alternadamente. Quem não estiver com as mãos ocupadas observa os movimentos do outro, sua linguagem corporal, para conhecer como é seu processo de excitação.

Calibrem o grau de excitação dos dois

Ele está no 6 e você no 9? Comecem uma penetração do tipo veloz e furiosa para aproveitar a chance de terem um orgasmo juntos. É o contrário? “Aperte o pause” na estimulação do rapaz e instrua-o a acariciá-la usando dois dedos, a língua, um vibrador.

Variem de estimulação ao longo da transa

“Além de garantir que os dois curtam um bom período gravitando no platô em vez de rumarem regularmente para o clímax, evita focar demais no orgasmo”, explica Tracey. Vale massagear um ao outro ou colocar o Kama Sutra em prática a fim de manter a deliciosa tensão sexual, mas sem deixar o clima ficar tão quente a ponto de fugir do controle.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s