4 posições avançadas para você se masturbar

Puxe a pontinha do clitóris para fora, mantenha o dedo firme e prepare-se: agora é hora de movimentos avançados

1. Poderosa

Timothy Hunt

Ajoelhe-se na cama com as coxas afastadas e as costas na parede. A posição é incrível para usar um vibrador que aumenta o fluxo sanguíneo — sim, nós estamos falando de sensibilidade extra. “Os cremes que deixam a região mais quente também ajudam a turbinar a excitação”, diz a educadora sexual Débora Pádua, de São Paulo. Se quiser dar um plus, a mão livre ainda pode estimular os seios. Dica: se a sua cama não for encostada na parede, vale mudar para o sofá — especialmente se estiver passando Magic Mike na televisão.

2. Parque aquático

Timothy Hunt

Coloque o pé em cima da borda da banheira, ou de um banquinho baixo que você pode levar para o box do chuveiro. Agora divirta-se com o seu clitóris usando o dedo ou o clássico chuveirinho. #TemQueTer Mas não pense que o prazer acaba aí: “Permanecer em pé ativa mais os músculos pélvicos para sustentar os órgãos da região”, afirma Débora. Além disso, como sua vagina estará bem exposta, a água quente escorrerá por partes que raramente recebem a atenção que merecem.

3. #Alouca

Timothy Hunt

Deite de barriga para cima e, quando estiver confortável (flexionar as pernas é sempre uma boa opção), introduza um vibrador interno com design curvo para estimular o ponto G — como o Mona 2 da Lelo, em média, R$ 600, e o Slender G da Pipedream, em média, R$ 70. Agora coloque a sua cabeça para fora da borda da cama e sinta o poder do sextoy. O resultado desse prazer vindo de vários lugares (ponto G + clitóris) + o sangue descendo para a cabeça = ❤ ❤ ❤

4. Surpresa Boa

Timothy Hunt

Deite de barriga para baixo, com as costas levantadas e o bumbum levemente empinado. Agora passe a mão (a que você menos costuma usar) entre as pernas até chegar ao clitóris. Para ousar ainda mais, mude o jeito que geralmente se estimula. Se você é adepta do sobe-desce, por exemplo, tente fazer movimentos na diagonal ou em círculos. “Isso cria novas expectativas e, indiretamente, estimula suas terminações nervosas até não aguentar mais”, afirma a sexóloga Lelah Monteiro, de São Paulo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s