Shibari: conheça a arte japonesa da amarração erótica

Se você tem vontade de experimentar a sensação de ser dominada, experimente essa variação do BDSM

Prepare-se para o jogo!

Vocês irão precisar de duas a quatro cordas de juta ou algodão, com cerca de 8 centímetros de comprimento. Se tiverem urgência, podem usar lenços, echarpes, ou qualquer outro pano macio. Também pode ser bem hot incrementar a brincadeira com outros estímulos, como tampar a visão, mudanças de temperatura com gelos e velas, carícias com texturas diferentes e, se os dois curtirem, só um tapinha não dói…

Com consentimento, vale tudo

Assim como em qualquer outra prática sexual, não importa quem amarra ou é amarrado (o casal pode, inclusive, revezar!), o que vale é o prazer. Além disso, essas ataduras especiais foram projetadas para ressaltar a beleza do corpo feminino, marcando os seios, a cintura, o quadril… o que deixa tudo ainda mais sexy. E, importante, quem define o limite da brincadeira é a pessoa que está imobilizada.

 

As vantagens de ser amarrada

 

Anastasia presa no Cinquenta Tons.

(Reprodução/Giphy)

 

A sensação de estar à mercê do parceiro, ou da parceira, e ser surpreendido pelos desejos do outro (o que dispara no organismo nosso sistema de defesa, descarregando uma quantidade enorme de adrenalina, endorfina, dopamina e outros neurotransmissores que também são responsáveis pela excitação) é o grande tesão dos praticantes de bondage. A mesma lógica se aplica ao Shibari, com um plus: a corda é entrelaçada de modo a estimular diversos pontos do corpo ligados à energia sexual.

 

Confiança é fundamental

Assim como acontece com outras práticas de BDSM (sigla para Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo), não se pratica o Shibari com um parceiro em quem a gente não confia. A brincadeira só fica gostosa se tivermos a certeza absoluta de que todos os limites serão respeitados, e que o prazer dos dois é considerado igualmente importante.

Fonte: Cosmo en Espanhol

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s