Tenha o seu homem de volta!

O seu namoro terminou e você quer uma segunda chance. Antes de agir sem controle, veja as dicas dos profissionais para reconquistar seu amado!

Descubra maneiras de resgatar seu namorado
Foto: Getty Images

Por que ele não me quer mais? Essa é a primeira pergunta que pensamos quando o cara que amamos vai embora. Bate o desespero, dá vontade de correr e suplicar ao querido, mas, essa não é a melhor saída. É hora de mudar o jogo com esperteza! Nossa proposta: deixe a emoção de lado, mantenha a cabeça fria e siga a estratégia elaborada por profissionais para ter seu amor de volta. É guerra!

Analise com frieza

A primeira coisa a fazer é descobrir se ele é reconquistável. Caso contrário, vai desperdiçar munição. Analise o jeito como ele a deixou. Aprontou a maior cafajestada? Nem olha para a sua cara e rompeu por e-mail? Passou os últimos dias fazendo tudo que você mais odiava? Veio com aquele papo furado de “Não é culpa sua nem minha, mas o encanto acabou”? Confessou que ainda não se sentia preparado para um namoro sério? Pediu um tempo? Fora os dois últimos casos (nos quais existe uma dúvida razoável), todos os demais indicam que a melhor pedida é partir para outra porque o rapaz queria mesmo cair fora.

Qual era a reclamação dele?

Um indício de que nem tudo está perdido é o seguinte: no final do namoro, ele reclamava de atitudes suas? Se a resposta for sim, é bom sinal. Por um simples motivo: alguém que reclama é alguém interessado no relacionamento. Não quer mudar de namorada, quer ter o problema resolvido. Portanto, seu amado pode ter desistido porque não conseguiu nenhum retorno. O bom da história é que na certa você faz ideia daquilo que o incomodava; sabe, portanto, em que errou e o tipo de demanda que ele busca.

Mudança já!

Mudar é a palavra chave na luta pela reconquista. Se ele voltar, não será para a mesma mulher que deixou. Essa, seu amado conhece bem e não quer mais. Antes de considerar uma tática, você precisa decidir até que ponto as queixas dele eram justas e quanto está disposta a mudar seu comportamento. Porém, não adianta agir como ele espera só para fazer média. Afinal, o objetivo não é apenas que ele volte, mas que fique, certo?

A força da auto-estima

O amor, dizem os psicólogos, apóia-se sobre um tripé: amizade, paixão e respeito. Basta um deles fraquejar para a estrutura desabar. A maneira mais eficiente de colocá-lo de pé outra vez é recuperar, primeiro, o respeito perdido – todo o resto depende disso. A menos que seu ex seja um sujeito neurótico, ele sonha com uma mulher independente e autoconfiante. Dar um passo sem consultá-lo não revela que você possui auto-estima de sobra. De modo que o primeiro degrau rumo à reconquista é não dar passo algum – não na direção dele. A ideia é fazê-lo perceber que saiu perdendo por tê-la dispensado. Então, mantenha a calma e não o procure. Pelo menos nos dois ou três primeiros meses da separação. Esse é o espaço de tempo que os especialistas chamam de “fase do alívio”, quando a tendência é seu amado se sentir livre, leve, solto. Ele só não está preparado para a hipótese de já ter sido esquecido. É a hora certa para suas amigas ajudarem, aproveitando todas as chances para comentar com o rapaz que você está ótima. Não que dê a mínima para o que aconteceu; ao contrário, sofre porque gosta dele, mas pretende tocar a vida. Assim, quando se encontrarem “por acaso”, seu amado irá olhá-la com outros olhos. Aproveite para se mostrar amigável, porém não a ponto de aceitar qualquer avanço romântico ou sexual.

Drible na concorrência

Quais são as suas chances se ele já tiver outra? Depende de quem ela é e há quanto tempo estão juntos. Quando um homem troca uma mulher por outra, presume-se que comparou as duas e, no caso, você perdeu. Recomenda o bom senso que fique na sua e não se exponha tentando voltar. Espere para ver no que dá o novo namoro. Se, por outro lado, ele conheceu a outra depois que se separaram, você é quem deve fazer as comparações. São muito parecidas? Mau sinal. Significa que ele encontrou uma espécie de você melhorada – poucas rivais são mais difíceis de vencer que uma versão bem acabada da gente. São muito diferentes? Calma. Talvez ele esteja traumatizado com o fracasso da relação e resolveu tentar o oposto. Ninguém está dizendo que será fácil e não há garantia de que dará certo. Mas você não sairá dessa luta derrotada. Na pior das hipóteses aprenderá muito sobre si mesma e não voltará a cometer os mesmos erros – com ele ou com um novo amor.

6 dicas para ele nunca mais ir embora

Partilhar experiências, poder confiar no outro, crescer como pessoa são necessidades emocionais importantes num relacionamento. Para isso, é preciso haver respeito mútuo. Por isso, lembre-se:

1. Quem não se sente importante para o outro também não se sente motivado para ficar.
2. Ninguém aguenta a responsabilidade de ser o ar que o parceiro respira.
3. Por mais que a ame, é natural que ele queira um mínimo de privacidade.
4. Nem tudo que se faz por amor é necessariamente bom para seu amado – ou é o que ele deseja que você faça.
5. Ser solidária e dar apoio não é a mesma coisa que tentar controlar e dirigir a vida dele.
6. As incompatibilidades só ficam perigosas quando você faz de conta que elas não existem.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s