5 coisas que você não sabia sobre Fernando Fernandes

O atleta e agora comentarista esportivo de 33 anos, sabe exatamente como fazer você se apaixonar. Com um sorriso largo e um alto-astral contagiante, ele brilha por qualquer lugar onde passa.

Capacidade e liberdade

Depois de um ano e um mês de sua lesão [em 2009, ele sofreu um acidente de carro e perdeu o movimento das pernas], Fernando se tornou campeão mundial de canoagem adaptada e é um símbolo do esporte no mundo inteiro. “A primeira vez que sentei em um caiaque, senti uma coisa diferente, não sei se eu escolhi a canoagem ou foi ela que me escolheu, mas sabia que aquilo mudaria a minha vida”, conta.

 

Na rede

Quem segue o boy no Instagram (@fernandolife) sabe como ele adora postar vários momentos do seu dia a dia. Vale a pena acompanhar e dar muitos likes! “Não queria ser só aquele exemplo de superação porque acho meio superficial, sabe? Queria mostrar um lado mais criativo. Provar que qualquer um pode ir lá e criar formas melhores de viver. Fazer do seu mundo um lugar melhor”, diz. Entre remadas e fotos sem camisa, a gente baba em cada post.

 

Conectados pelo esporte

Além de títulos na carreira e um corpo definido, o esporte apresentou o amor ao cara. Durante competições, Fernando conheceu a austríaca Viktoria Schwarz, 31 anos, também canoísta. “Estamos juntos há três anos e em 2017 ela vem morar no Brasil. A ideia é nos mudarmos para Salvador”, diz. Se ele é romântico? “Eu acho que ser romântico é fazer com que a pessoa que está ao seu lado cresça. E isso eu faço!” [risos]

 

Veja também: Conta de Instagram reúne homens lindos com seus cachorros​

 

Trilha sonora

Outra paixão do atleta é a música. “Costumo dizer que a música é minha religião, através dela posso encontrar paz, me motivar para treinar, até me acalmar para uma competição. De vez em quando canto de brincadeira lá em casa, a gente faz uma roda de samba, coisa que eu adoro.” Quem gostaria de fazer parte dessa roda levanta a mão! o/ A lista de seus cantores preferidos vai de clássicos como Bob Marley a novidades como o rapper Projota.

 

Camaleão na vida

Molhado da cabeça aos pés depois da sessão de fotos e encantando a todos com um sorriso que não saía do rosto por nada (e olha que fazia frio em São Paulo naquela tarde), o gato definiu sua jornada com uma única palavra: resiliência. “Todo mundo tem problemas, e para você o seu vai ser sempre o pior. Quem sabe se adaptar ao que acontece e aprende a ser um camaleão em várias áreas da vida é quem segue em frente e vence”, diz.

 

[REL:true]

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s