Priscila Fantin: gente como a gente!

Para descobrir os segredos mais íntimos dessa bela, basta ler essa reportagem. Você vai ver que tem mais em comum com essa estrela do que jamais imaginou

Priscila Fantin conta sobre seu amor por cachorros e muito mais
Foto: Mari Queiroz

Priscila Fantin já interpretou muitas mulheres. Agora é a vez de conhecer sua própria personalidade. Nascida em Salvador sob o signo de Aquário e criada entre Belo Horizonte e Rio de Janeiro, a jovem que sonhava em morar fora do país, estudar publicidade e se especializar em marketing mudou de lado: ela é a estrela que estampa comerciais e campanhas publicitárias. Mas o que mais chama a atenção em Priscila é seu jeito de gente comum, que não se impressiona com a fama ou com o fato de ter virado protagonista de tantas produções globais.

Na Cidade Maravilhosa, ela vive na companhia da mãe (e também empresária) em um apartamento com vista para o mar da Barra da Tijuca, a poucos minutos do Projac, seu local de trabalho. Ali, gosta de meditar e divide o espaço com duas cachorrinhas, a vira-lata Bia e a daschund Yupi, a quem ama de paixão e é plenamente correspondida. E falando em amor, a moça é bem resolvida e discreta. Aproveite esse bom papo.

NOVA – Na novela, você já fez de tudo para conquistar um homem comprometido. Por amor vale tudo?

Priscila – Jamais agiria assim. Além do mais, é perda de tempo. Mas acredito que todo tipo de amor vale a pena.

NOVA – Qual é a sua principal virtude?

Priscila – A honestidade. Sou transparente, tenho as minhas crenças e sou fiel a elas.

NOVA – Como se recupera depois que um romance acaba?

Priscila – Quando um namoro não dá certo, é preciso dar tempo ao tempo para que tudo entre no eixo novamente. Só o passar dos dias tem o poder de recolocar as emoções e os sentimentos no lugar certo. Mas aprendi cedo que a vida pessoal e a profissional são coisas diferentes. Tento permanecer atenta para evitar interferências. Mas o risco de isso acontecer vale para qualquer carreira.

NOVA – Sua barriga está chapada. Esse corpão tem segredo?

Priscila – Tomo muita água e me alimento de modo saudável. O principal é adquirir a consciência de comer só aquilo de que necessita para ter energia, trabalhar, viver. O excesso vira gordura. Além disso, pratico esportes desde criança. Agora, que gravo muito, tenho um pequeno trampolim em casa para saltitar e me exercitar.

NOVA – Você teme perder a beleza algum dia?

Priscila – De jeito nenhum! Sei que o corpo muda e as rugas vencem até os creminhos mais poderosos. Por isso, invisto mais no meu interior que na forma física.

NOVA – O que faz para chamar a atenção de um gato?

Priscila – Acredito em pequenos gestos, como o olhar. Se existe afinidade, não é difícil atrair quem a gente quer.

NOVA – Sente falta da vida tranquila de BH, onde cresceu?

Priscila – Tenho saudade dos amigos queridos que moram  lá. Deixei a cidade aos 16 anos, para trabalhar, e não sei como seria minha vida hoje se não tivesse optado pelo Rio de Janeiro.

NOVA – Quais eram as suas ambições antes de ficar famosa?

Priscila – Eu imaginava fazer a faculdade de publicidade, abrir uma agência e trabalhar na área de criação.

NOVA – Em que momento se deu conta de que chegou lá?

Priscila – Quando comecei a caminhar sozinha, sem depender de ninguém para pagar as minhas contas, por exemplo. Sinto orgulho de trilhar esse caminho profissional com moderação e de contar com uma família bacana. Faço todo o possível para cultivar amizades no trabalho e uso a educação e o respeito em tudo que faço, especialmente com meus colegas.

NOVA – O que já comprou de mais extravagante?

Priscila – Não sou gastona. Mas me orgulho de ter pago uma viagem à Disney com a minha poupança. Eu tinha 15 anos e adorei, pois fui com amigas de BH.

NOVA – Como relaxa após uma balada ou um dia puxado?

Priscila – Ando descalça, mergulho no mar e fico com a cabeça submersa por algum tempo na água. Também amo cuidar da minha casa, curtir minhas cachorrinhas. E escrevo alguns textos num caderno; são as minhas impressões sobre a vida.

NOVA – O que você gostaria que as pessoas soubessem?

Priscila – Que eu sou uma mulher em busca de autoconhecimento e crescimento pessoal. Que faz sua parte para preservar a natureza. Separo meu lixo, reciclo, economizo água. Acho importante não me alienar. Enfim, sou alguém que age com responsabilidade.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s