19 dúvidas sobre como agir no trabalho

Crises, altíssima competição e cobrança colocam você diante de situações delicadas. Mas a expert em etiqueta empresarial Célia Leão responde às dúvidas mais frequentes, que vão salvar a sua pele e a sua imagem

Saiba o que pega mal fazer no ambiente de trabalho e evite gafes
Foto: Getty Images

1. Quando ganhei um smartphone da empresa, me senti o máximo. No dia seguinte, a dúvida: vou parecer mal-educada se não olhar e-mails nem atender às ligações do trabalho a qualquer hora?
R. Não. Assuntos profissionais devem ser tratados em horário comercial. A tecnologia está aí para nos servir, e não para virarmos escravos dela. Em outras palavras, você tem de impor limites. Minha sugestão: desligue-o nos seus horários de descanso. A quem tentou contatá-la no sábado à noite, peça desculpas e diga que estava dormindo, namorando, se divertindo…

2. Para render mais, muitas vezes acabo almoçando na mesa do escritório. É feio?
R. É. Certos alimentos têm odor mais acentuado, que pode incomodar os colegas. Pior ainda se um cliente chegar e flagrar você dando uma abocanhada no sanduíche. Evite esse constrangimento a si mesma. Se o escritório tiver uma copa, vá para lá.

3. Fico numa saia justa quando há duas reuniões no mesmo horário, sem saber se escolho uma ou me viro para mostrar a cara nas duas.
R. Sabe aquele ditado que diz “Quem tem dois não tem nenhum”? Ele se aplica a esse caso. Se você tentar participar das duas, não vai concluir nem um assunto nem outro. O melhor é priorizar, avaliando qual reunião é mais importante. Pista: a que conta com a presença do presidente, por exemplo, é sempre inadiável. Ambas têm o mesmo peso? Fique com a que foi agendada primeiro. Para não deixar ninguém esperando, avise que não poderá comparecer. E peça um resumo.

4. Respondo a dois chefes e nem sempre eles falam a mesma língua. Já aconteceu de me fazerem pedidos incompatíveis.
R. As empresas precisam de profissionais proativos, que resolvam problemas. Por isso, esclareça a questão na presença dos dois. Isso não é contestar autoridade nem ser arrogante. É cuidar de maneira eficiente do seu tempo. Diga algo como “Tenho estes pedidos e quero entender qual deles devo tocar”, sem fazer cara de constrangida.

5. Estou de olho em uma promoção e sei que uma colega também. Pega mal eu entrar nessa competição?
R. Amigas, amigas, negócios à parte. Claro que tem de haver um espírito de cordialidade – afinal, passam boa parte do dia juntas. Mas vale lembrar que a colega da baia ao lado não é sua amiga de infância. Ela está ali querendo crescer tanto quanto você. Que vença a melhor! E, mesmo que aparentemente a moça tenha mais chances, não desista sem tentar. Nem sempre o que parece óbvio é o que acontece.

6. Houve corte de pessoal no setor, e eu estou atolada de tarefas urgentes. Vai ser impossível dar conta de tudo. Posso negar?
R. Realmente os tempos são de crise, de corte de funcionários e de trabalho em dobro para quem fica. Mesmo assim você precisa ser assertiva e negar mais tarefas do que consegue cumprir. Para fazer isso com classe, liste todas as suas atribuições e explique por que não vai dar conta. Vale sugerir, por exemplo, que algo seja postergado para a semana seguinte. Deixe claro que não tem má vontade, e sim falta de tempo.

7. Tudo bem pegar a bolsa e ir embora mesmo que todos ainda estejam com o computador ligado?
R. Desde que não tenha deixado nada pendente, pode pegar a bolsa. Para não dar a entender que está saindo de mansinho, passe na mesa do chefe e diga “Tudo o que eu tinha para fazer hoje está liquidado. Até amanhã.” E não se sinta culpada pelos colegas. É bem provável que você esteja liberada mais cedo por focar mais no trabalho, não jogando tanta conversa fora, batendo menos papo no Messenger…

8. Como conduzo a conversa em uma almoço de negócios?
R. Fale de trabalho no começo, enquanto o couvert é servido. Assim que os pratos chegarem, é simpático mudar o rumo da conversa para temas mais amenos: “O que você tem lido? Foi ao cinema? Viajou nas férias?” Dessa forma, aproveita para mostrar como é culta, informada e passar ainda mais credibilidade. Só volte a falar de trabalho na sobremesa ou no cafezinho.

9. Quero dar uma virada na carreira e marquei uma happy hour com a diretora de uma outra empresa. E se alguém nos ver?
R. Cumprimente de longe. E, se achar necessário, justifique-se depois dizendo que estava com uma conhecida e não quis incomodar. Apenas isso.

10. A turma do meu trabalho vive organizando festas no fim de semana, mas nunca estou a fim. Eu deveria participar mais?
R. Se não tem vontade, não se obrigue. Você trabalha com colegas que não necessariamente seriam seus amigos pessoais. Agora, se conviver com eles for importante para o seu networking, faça uma forcinha.

11. Não dou conta de ler todos os 200 e-mails que entram na minha caixa, muito menos de responder. Estou perdoada?
R. Não está. Você pode até demorar uma semana (ou mais!), mas deve enviar uma resposta com um pedido de desculpas pelo atraso. O que dá para ficar sem resposta: correntes, piadas…

12. Sou vendedora e sempre viajo a negócios. Se um cliente me convida para jantar a sós, devo aceitar?
R. Mulher tem sensibilidade e sabe quando o convite é recheado de segundas intenções. Ficou na dúvida? Troque o jantar por almoço, que sempre tem uma conotação business.

13. Ando pensando em fazer uma tatuagem. Ela pode prejudicar minha imagem?
R. Depende do seu nicho de trabalho. Nos mercados menos formais, como o da comunicação, é provável que você não seja julgada por isso. A tatuagem pode até fazer parte do dress code! Já os escritórios de advocacia, por exemplo, tendem a ser mais conservadores. Meu conselho? Faça em uma parte do corpo que só apareça quando está de biquíni.

14. Quero ter uma atitude sustentável, mas ninguém na minha empresa parece se importar com isso. Corro o risco de ser tachada de ecochata?
R. Certamente a chefia vai olhar com bons olhos quem usa papéis de forma econômica, não desperdiça água… Mostrar que é antenada e responsável conta pontos a seu favor.

15. Se um colega esquece o celular na mesa e o aparelho toca insistentemente, é falta de educação atender?
R. Sim. Você só deve fazer isso se ele tiver autorizado – e dizendo “Celular do fulano” em vez de “Alô”. Se o colega simplesmente esqueceu na mesa e não comentou nada, o jeito é deixar tocar.

16. Vou participar de um congresso em um resort no Nordeste. Nas horas livres, estou louca para tomar sol, aproveitar a praia. Posso?
R. Apesar de o ambiente ser informal, você está trabalhando. Quer passear? Faça um tour por alguns pontos turísticos, evitando acabar na balada. Também não pega bem desfilar de biquíni entre chefes e clientes – nem coloque na mala. Para relaxar, vista short e camiseta e vá caminhar na praia, na academia.

17. Qual é a melhor produção para ir a uma festa na casa da chefe?
R. Por causa da alta competitividade, até o modo de se vestir deve ser melhor do que o dos seus colegas. Eu apostaria em roupas modernas e bem cortadas, mas não tão sexy quanto as que você usaria na balada. Seu namorado vai acompanhar você? Uma camisa bacana é preferível a uma camiseta.

18. Ao enviar um e-mail para um grupo, preciso colocar o nome do chefe em primeiro lugar?
R. Sim. Preencha o campo do destinatário começando pelo dono do cargo mais alto até chegar ao menor. Não há hierarquia? Opte pela ordem alfabética. E, caso a mensagem seja enviada para profissionais de empresas diferentes, coloque os endereços em cópia oculta. Outro detalhe: se receber uma mensagem enviada a muita gente, responda apenas ao remetente. Não é elegante contribuir para lotar a caixa de e-mails dos outros.

19. Como faço para parecer chique em uma reunião com os diretores?
R. Invista em cultura geral. É tão bacana conversar com uma engenheira que entende de moda, de vinhos. Falar com uma estilista que sabe quem é Steve Jobs. Ver que a dentista está por dentro da política mundial. Informação pega bem e valoriza seu passe.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s