Emissora de TV egípcia suspende 8 jornalistas por estarem “acima do peso”

Âncoras dos jornais de uma emissora estatal teriam um mês para emagrecerem e voltarem a assumir suas posições.

 

Com tantas campanhas que incentivam as mulheres a amarem seus corpos como eles são, independentemente daquilo que a sociedade impõe, fica difícil de acreditar que alguém tente nadar contra a maré. Entretanto, no início desta semana, oito jornalistas egípcias foram afastadas de seus cargos como âncoras da emissora estatal Egyptian Radio and Television Union para “cuidarem da aparência”.

Segundo o jornal do governo egípcio Al-Ahram, Safaa Hegazy, diretora da ERTU e ex-âncora do canal, proibiu as jornalistas de se apresentarem por estarem acima do peso e ordenou que elas usassem o tempo em que estivessem longe da bancada para entrar em uma dieta.

Khadija Khattab, uma das âncoras que foi afastada, disse ao jornal New York Times que não foi formalmente informada, mas que recebeu ordens de que emagrecesse até o meio de setembro, caso contrário “medidas seriam tomadas”. Apesar da repercussão da ordem, Safaa ainda não se pronunciou sobre o assunto.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s