Os livros queridinhos da redação da COSMOPOLITAN

Um #ClubedoLivroCOSMO especial para você fichar cheia de opções

Livro: Minha vida não tão Perfeita, Sophie Kinsella

Quem leu: Larissa Nara, estagiária de beleza

O que achou: “Adorei porque ele é engraçado, fala de autodescoberta e de ver o mundo de outras maneiras — de um jeito descontraído. Achei que ele mostra como às vezes as coisas saem do nosso controle.  Adoro que tem um romancinho no meio, para dar um calorzinho no coração, mas amo mais ainda que a autora conseguiu fazer de um jeito que o romance e o cara não são o ponto principal para que a personagem se descubra, e sim, um bônus que fazem parte do amadurecimento da personagem.

 

Livro: A Hora da Estrela, Clarice Lispector

Quem leu: Ronaldo Barbosa, revisor

O que achou: “É o último livro da escritora ucraniana, além de ser um clássico e comovente. Maravilhoso”

 

Livro: Prisioneiras, Drauzio Varella

Quem leu: Cristina Naumovs, diretora de redação

O que achou: “O livro é o terceiro sobre o tema, depois de Carandiru e Carceireiros. As histórias são uma dureza só, mesmo que tenham momentos engraçados dos casos que ele conta das presas. Vale muito ler nesse momento que temos mais de 500% de aumento no número de mulheres na cadeia”

 

Livro: Cinco Esquinas, Mario Vargas Llosa

Quem leu: Manuela Aquino, editora de comportamento

O que achou: “Acho a história envolvente e com uma pegada parecida com o que estávamos vendo nos jornais. Duas melhores amigas casadas se envolvem durante uma noite em que dormem juntas. O que era para ser uma aventura ou a descoberta de um amor se transforma em uma rede de intrigas e chantagens”

 

Livro: Aqui Estou, Jonathan Safran Foer

Quem leu: Bárbara dos Anjos Lima, redatora-chefe

O que achou: “É pouco complicado resumir o livro e explicou o porquê: é difícil acreditar que um livro consiga misturar a vida de um casal judeu em crise às vésperas do Bar Mitzvah de um dos três filhos em Washington D.C com um terremoto em Israel que culmina em uma guerra no Oriente Médio. Mas esses universos distantes se ligam em uma escrita dinâmica que faz a gente refletir sobre as relações humanas e o quanto fatores externos podem nos mudar – são quase 600 páginas, mas estou envolvidíssima com a história do nível: quero volta para casa pra ler agora! A recomendação de leitura não é só minha: esse livro foi considerado um dos melhores de 2016 pelo The New York Times, Time Magazine, Times Literary Supplement. Ah! Foer também é autor de ‘Tudo se ilumina’ e ‘Extremamente alto e incrivelmente perto’, que virou filme com Tom Hanks e Sandra Bullock. Curiosidade: o escritor namora a atriz Michelle Willians”

 

Livro: Sejamos Todas Feministas, Chimamanda Ngozi

Quem leu: Fabiola Pedroso, atendimento ao leitor

O que achou: “Ela explica de forma bem simples e fácil de entender porque o feminismo é importante e necessário. Mostra que o machismo é um processo histórico e que funcionou bem até pouco tempo atrás, mas que hoje não funciona mais. Dá esperança de ser sermos melhores se unidas”

 

Livro: Giovanni, James Baldwin

Quem leu: Gustavo Frank, estagiário do site

O que achou: “A história é um romance sobre um homem que se vê dividido por um amor homossexual e por uma mulher! Para mim, vale a pena ler porque questiona a existência do personagem principal e quebra vários paradigmas”

 

Livro: A Diferença Invisível, Mademoiselle Caroline e Julie Dachez

Quem leu: Rafaela Polo, repórter

O que achou: “É sempre bom aprender coisas novas. Esse quadrinho explica como se sente uma pessoa com síndrome de Asperger e deixa claro como os julgamentos de valor em relação a doenças psiquiátricas atrapalham e machucam quem passa pelo problema”.

 

Livro: NW, Zadie Smith e Nutrindo os Sentidos, Laura Pires

Quem leu: Vânia Goy, editora de beleza

O que achou: “Quem ama Londres vai adorar acompanhar a trajetória, às vezes dramática, dos personagens realistas dessa autora maravilhosa de NW. Já Nutrindo os Sentidos, é uma ótima introdução a cozinha ayurvética. As receitas são, além de saborosas, maravilhosas para cuidar da saúde do corpo”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s