Barriga inchada nem sempre é gordurinha: o abdômen distendido pode ser algum problema de saúde

As causas variam e vão desde uma intolerância alimentar até tumor. Fique de olho nos sintomas e nos tratamentos.

Gastrite

Se você já passou por ela, sabe como é chato. Dor na boca do estômago, azia, queimação, vômitos e náusea são os sintomas clássicos dessa inflamação da mucosa que reveste o estômago. As principais causas são o uso prolongado de anti-inflamatórios, ingestão excessiva de álcool, má alimentação, cigarro ou a presença de uma bactéria chamada Helicobacter pylori. A boa notícia é que o tratamento é simples. Pode ser preciso usar medicamento mas se alimentar de 3 em 3 horas e evitar excesso de café, fritura e álcool já aliviam (e muito!) os sintomas. 

 

Intolerância alimentar

Aquela vontade de ir ao banheiro logo depois de um copo de leite pode indicar intolerância à lactose, o açúcar presente nessa bebida. “Intolerância alimentar causa má digestão. Os alimentos fermentam e provocam a hiperprodução de gases dentro do intestino”, diz Felipe Matz, gastroenterologista especializado em endoscopia digestiva, do Rio de Janeiro. Além da intolerância à lactose, outra comum é ao glúten. O tratamento consiste na retirada dos alimentos causadores de intolerância da dieta.

 

Contaminação por vermes

Principal causa de distensão abdominal no Brasil, geralmente se dá por água ou alimentos contaminados, assim como as mãos (por isso, é importantíssimo lavá-las sempre depois de usar o banheiro ou chegar da rua). Os parasitas podem se alojar em diferentes partes do intestino e os principais sintomas são abdômen distendido, cólica e desconforto abdominal. O tratamento é à base de vermífugos.

 

Síndrome do Intestino Irritável

Trata-se de um conjunto de sinais e sintomas, persistentes por 3 meses ou mais, e que envolvem, além da distensão abdominal, dor, diarreia, constipação, muco ou sangue nas fezes. “Não se sabe ao certo o que causa a SSI, no entanto, genética e estresse são fatores presentes”, diz Felipe Matz. “O tratamento engloba alterações na dieta, psicoterapia e medicamentos para amenizar os sintomas”, completa a nutróloga Liliane Oppermann, de São Paulo.

 

Tumor

Embora essa não seja a causa mais provável do abdômen distendido, vale a pena levar a hipótese em consideração caso outros tratamentos não tenham dado resultado. “Geralmente, existem outros sintomas como dor e emagrecimento”, diz o gastroenterologista e endoscopista Eduardo Usuy Jr., de Florianópolis (SC). Caso o diagnóstico seja confirmado, é preciso extrair cirurgicamente o tumor.
 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s