4 mulheres contam porque decidiram (e amam) se exibir online

Elas tiram a roupa em frente à câmera, se exibem para uma plateia de desconhecidos e chegam ao orgasmo — tudo ao vivo! Ligar a webcam e fazer um espetáculo online, sem nenhuma compensação financeira, é um fetiche que atrai muitas mulheres.

Massagem na autoestima

“Gosto de me exibir, fico excitada em saber que tem um monte de homem me vendo e me querendo. Depois que comecei a fazer vídeos ao vivo, me sinto mais bonita, mais desejada… Na minha apresentação, começo vestida, e atendo a pedidos de quem está me vendo. Tiro a roupa, me mostro, faço algumas posições que pedem… Na câmera e em frente a várias pessoas eu nunca gozei — a não ser quando estava transando ao vivo com meu marido. Faço uma média de duas a três apresentações por semana sozinha, e às vezes com meu parceiro. Já conheci uns caras pela webcam e fui falar com eles de forma privada depois. Um deles me deixou louca de tanto tesão.” Ângela*, 28 anos

 

Cada apresentação é um orgasmo

“Tive vontade de começar a fazer esses vídeos depois de assistir a outras mulheres. Ver as pessoas me observando e ler o que elas têm a dizer me estimula e provoca muito. Não fico online me expondo só pelo meu prazer; saber que estou excitando outras pessoas me enlouquece. Sempre que entro ao vivo, começo a conversar com quem está me vendo, depois me troco, falo algumas sacanagens, danço, rebolo, me toco, dou tapas na minha bunda, passo a mão pelo meu corpo… Eu gozo em todos os vídeos. Já até cheguei a usar sex toys. Sempre me apresento sozinha, mas tenho a fantasia de estar em frente à câmera com mais três homens: dominando todos eles. O que eu posso dizer é que esse fetiche faz com que eu me sinta mais bonita, mais desejada, e isso é muito bom.” Márcia*, 37 anos

 

Veja também:

6 posições infalíveis para você atingir o orgasmo

Dicas quentes para atingir o orgasmo sozinha e acompanhada

Posições do kama sutra para mulheres ousadas

 

 

Blockbuster Caseiro

“Eu e meu marido começamos fazendo ao vivo juntos, já que esse sempre foi um fetiche nosso. Tínhamos vontade de fazer um ménage, mas, como não rolou a coragem, descobri que o que realmente me dá tesão é ver as outras pessoas sentindo prazer. Nas minhas primeiras apresentações na internet, eu tirava toda a roupa. Agora, que já tenho mais intimidade e me sinto à vontade em frente às câmeras, faço um show diferente: uso uns brinquedos, me masturbo e atendo a alguns pedidos. Já cheguei a ficar uma hora e meia no ar — com mais de 2 mil pessoas me assistindo ao mesmo tempo. Fiz até apresentações quando estava grávida, o que deu uma repercussão enorme. São tantos elogios quando estou ao vivo, me mostrando, que a autoestima vai lá em cima — até o sexo com meu marido melhorou depois que entrei nesse universo das apresentações sensuais em tempo real.” Diana*, 19 anos

 

Ménage Virtual

“Comecei a fazer os vídeos para agradar meu marido. Estávamos em uma fase difícil do casamento quando tomei essa decisão. Demorou um pouco para eu perceber que gostava. Minhas primeiras aparições eram mais tímidas, mas até hoje controlo um pouco: não faço nu completo, e mostro o corpo por partes (seio, bunda, vagina…). Com o passar das gravações, vi que gostava de ver meu marido se excitando com aquilo, e comecei a me divertir em fazer os lives. Quando ligo a câmera, rebolo, me masturbo — já usei até um brinquedo de penetração. Faço algumas coisas que me pedem também. Por exemplo: uma vez falaram para eu colocar um pregador no seio e puxar. Alguns comentários que leio enquanto estou ao vivo me deixam excitada, e geralmente estão relacionados a alguém me beijando, acariciando meus seios… Explorar esse lado me fez bem. Tenho a fantasia de fazer um ménage, mas, como sou ciumenta, só aceitaria se fosse com um homem. Meu marido topou!” Stephanie*, 24 anos

*Os nomes foram alterados a pedido das entrevistadas.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s