O melhor jeito de transar é do jeito que você quiser

Para umas, basta vontade para rolar sexo. Para outras, tem que ter figurino, cenário e trilha sonora. Seja qual for seu jeito, o que importa é o equilíbrio

Lisandra, 40 anos, relações-públicas, de Santos (SP), gosta de brincar de sexo. Organiza um “caça ao tesouro” com pistas sexy espalhadas pela cidade, que o companheiro tem de encontrar até chegar ao X da questão. O roteiro é sempre bem elaborado e a produção, caprichada. As preliminares vão esquentando a temperatura externa e interna até o prêmio final. “Até o orgasmo tem que ser diferente, de preferência de ponta-cabeça”, brinca. Juliana, 43 anos, empresária, de São Paulo, trabalha muito em casa e costuma encaixar o sexo nas janelas de sua agenda. Quando sobra uma brecha, liga para o companheiro (também empresário) no trabalho e diz: “Vem!” Ela adora uma rapidinha no meio da tarde.

Para essas duas mulheres, o sexo é inserido no dia a dia de uma maneira diferente, de um jeito diferente, com intensidades diferentes, mas sua importância não é relativa. É fundamental nas duas situações e para a maioria de nós. Ainda duvida? Uma das perguntas da última pesquisa do Programa de Estudos em Sexualidade (ProSex), do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo, reforça a relevância do sexo na vida das pessoas: em 2014, cerca de 63% das mulheres associaram qualidade de vida a uma atividade sexual satisfatória (só perdendo, no ranking de quesitos que levam alguém a ter uma vida boa, para a alimentação saudável e para o tempo despendido com a família). Que a gente curte e quer encaixar na rotina, então, não tem como negar. Mas o sexo nem sempre é feito só de um. É preciso pensar onde seu parceiro fca nesse jeito “só seu de ter prazer”. Se ele está totalmente fechado com você, beleza. Se não está, hora de pensar um pouco. E ainda tem outro ponto muito mais importante: seu orgasmo. Se ele só ocorre quando vem com roteiro, vale uma autoanálise para não mais prender seu prazer em algo preestabelecido.

Vida a dois

Se você só goza quando o gato arrumou o quarto e acendeu velas, vai deixar de curtir, por exemplo, uma rapidinha no meio do mato durante uma viagem ou um sexo selvagem na beira da estrada. E se você for daquelas mais pá-pum pode não aproveitar quando ele resolver colocar fores na cama e deixar um balde com gelo e espumante ao lado. Para encontrar o meio-termo, é importante administrar as expectativas. Se o parceiro gosta de variar e você é resistente, aí tem uma questão. Também pode ser um problema quando você só consegue gozar se assim for. Na hora do sexo, quanto menos racionalidade e mais espontaneidade, melhor. A primeira coisa a fazer é se comunicar. “Independentemente de diferenças, todos nós temos desejos únicos — se houver descompasso, a conversa entra para promover uma possível adequação”, diz o psicólogo e terapeuta tântrico Evandro Palma, de São Paulo. É uma negociação. Não é preciso fazer uma DR toda vez que vai transar, mas uma conversa na cama mesmo pode fazer muita diferença. Ou um simples “Por que da próxima vez não tentamos fazer assim?”, de leve, sem neuras. O equilíbrio é atingido quando ambos se sentem confortáveis, compreendidos e satisfeitos.

Saber ou ao menos entender como o desejo, o seu e o do outro, é estimulado é fundamental. “Quando se abre um canal de comunicação, quando cada um pode ser verdadeiro para dizer quais são os disparadores de desejo, é bem mais fácil chegar a um consenso”, explica a terapeuta de casais Ana Canosa, de São Paulo. Um dos segredos apontados pelos especialistas é a naturalidade para lidar com o assunto e tudo o que orbita a prática do sexo. Vale, sim, um pouco de pirotecnia, mas vale também o sexo pelo sexo. Só não vale pensar só em você. Tente se abrir e se livrar daquele caminho infalível que sempre te leva ao orgasmo. Esperar algo é sempre bom, mas quem sabe seu prazer também não está em outros lugares surpreendentes e fora do seu controle?

Misturinha boa

Experimente fazer um mix de desejos para curtir todos os tipos de sexo.

Se você curte um ritual e ele não:

  • Não subestime a rapidinha. Sexo com surpresa, ainda mais em um local proibido, pode te dar um tesão que você nunca teve.
  • Deixe um lubrificante e uma camisinha com sabor na bolsa. Quando o sexo pintar, você já está munida com dois itens que podem trazer um algo a mais no sexo. Como se fosse um ritual portátil.
  • Se não deu para montar o cenário que queria, demore um pouco mais nos beijos e carícias. As preliminares podem dar aquele tempo para o casal acertar a sintonia e seguir junto no prazer. Você nem vai sentir falta da luz de velas e de algum aroma no ar.

Se você gosta de ir direto ao ponto e ele não:

  • Mensagens ou GIFs eróticos no WhatsApp podem servir como preliminares, sabia? Um simples “Vou te esperar sem calcinha” já vai ser um esquenta e tanto para os dois. Fotos de partes do seu corpo que não mostrem muito também terão um efeito de alto tesão.
  • Brinque de “três minutos de prazer”. Durante esse período, um fica à disposição do outro para receber qualquer tipo de carícia. O tempo não será muito longo para você, pode apostar.
  • Já que você não curte rituais, mude o local do sexo, que já será algo bem diferente na rotina. Comecem com um jantar informal na cozinha e partam para a lavanderia. Ela tem muito potencial, acredita? Exemplo: fique em pé e apoie o corpo na máquina de lavar para o gato te penetrar por trás.
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s