Psicoterapeuta enumera 5 passos para superar a frustração amorosa

Uma paixão não correspondida? Supere.

Não importa o que você faça, a pessoa que você “ama”simplesmente não está afim de você. E não é culpa dela. “A frustração do amor não correspondido acontece porque a gente ‘encasqueta’ que é aquela pessoa – eu gosto dela e ela tem que gostar de mim. E de repente isso não acontece. É uma questão de ser mimada: eu quero, porque quero aquela pessoa”, diz a psicoterapeuta Maura de Albanesi, de São Paulo. “Isso não é amor: é uma obsessão. Porque falta o respeito à vontade do outro”, completa. Veja como lidar e superar uma situação como essa:

1 – Perceber que o outro não gostar de você não te diminui 

“Aceitar que o outro não te quer não significa que você não seja boa nem tira seu valor. É comum entrar numa desvalia: ‘Qual é o meu problema para o outro não gostar?’, ‘Quais são os meus defeitos?’. Cada um tem a sua própria importância. Não devemos usar a escolha do outro para nos autodenegrir – ele só não quer porque ele tem escolhas diferentes”.

2 – Levantar uma lista das pessoas que você não gostou

“Você já parou para pensar nas pessoas que gostaram de você, mas você não gostou delas? Você pode até pensar que tal pessoa era legal, mas você não conseguia gostar dela. Então o fato de gostar ou não de alguém não significa que a pessoa não tenha virtudes ou qualidades”.

3 – Aceitar a liberdade que o outro tem nas escolhas que faz

“Esse é um processo que tem a ver com respeito. Quando eu respeito a escolha e não estou submetido à apreciação do outro, eu entendo que a pessoa tem liberdade de escolhas e de definir o que é melhor para ela, e assim abro espaço para elaborar melhor a rejeição”.

4 – Lidar com a rejeição

“Quando eu respeito que o outro não escolheu a mim, eu sinto a rejeição. Mas a rejeição é natural e faz parte da vida – toda vez que a gente escolhe algo, outra coisa foi rejeitada. Entenda que você foi rejeitado naquele momento e não em uma outra (ou toda) situação”. 

5 – Transformar a rejeição em liberação

“É hora de transformar a rejeição em liberação. Não é que eu fui rejeitado: eu fui liberado dessa para outra situação. É importante entender que a liberação abre caminhos para outras coisas melhores para as quais eu posso ter mais atenção; não se sinta rejeitada e desprezada”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

  1. Antonio Marques

    A pessoa se frusta com um relacionamento onde ela deposita toda sua confiança respeito e sonhos quando o ser humano conhece alguém e tem a intenção de ser feliz espera o mesmo de ambas as partes porém não é isso que acontece então vc se frusta fica decpicionado vc sofrer e super natural não significa que vc nunca foi enganado antes e também não quer dizer que vc nunca vai ser enganado novamente a vida é assim o ser humano é assim todos seus sonhos com aquela pessoa se transformou em um banho de água fria isso também não significa que vc se apaixonou pq aquela pessoa é boa de cama não não é isso é pela confiança depositada passa a acreditar q aquela pessoa quando diz que te ama vc acredita e isso e todos os planos que você fez com aquela pessoa não passou de uma frustração grande decepção

    Curtir