O que acontece com sua beleza quando você não tira o make

A base, a sombra, o batom fizeram bonito no seu rosto, mas, na hora de ir para a cama, leve só o gato

 

               

Pele

Dormir de base ou corretivo pode entupir os poros, favorecendo cravos e espinhas. E não pense que as peles secas têm sinal verde para cometer essa infração. Elas tendem a ser mais sensíveis e, por isso, os ingredientes que compõem os itens de make podem ressecar e causar irritações. A longo prazo, a realidade é ainda mais preocupante. Isso porque os produtos formam uma barreira física que impede o oxigênio de atingir as células, que não conseguem se renovar. Isola!

 

Olhos

“Deixar passar algum resíduo de maquiagem aumenta o risco de conjuntivites alérgicas ou até de uma pigmentação definitiva, já que as substâncias químicas e os pigmentos contidos nos produtos se degradam”, diz a oftalmologista Lara Bichara, do Rio de Janeiro. Então você já sabe: sem desculpas! Se o sono é maior e você não vai conseguir passar por todo o processo de limpeza, recorra aos pads demaquiantes, sempre prestando atenção para escolher um específico para cada região do rosto.

 

Boca

O estrago de não retirar o batom não causa tantos danos quanto dormir com maquiagem nos olhos ou no rosto. “Hoje, os produtos para boca possuem ativos hidratantes, como vitamina E, o que evita o ressecamento e a descamação dos lábios”, diz a dermatologista Juliana Carnevale, do Rio de Janeiro. Mas não pense que você pode deixar passar. Se dormir com a boca pintada, o pigmento vai borrar e causar a mesma barreira na pele que a base, impedindo que o oxigênio chegue às células, e a longo prazo você pode ficar com aquelas temidas rugas em forma de código de barras sobre os lábios. Além de ter que trocar a fronha do travesseiro no dia seguinte…

 

E como removo tudo, tudinho?
Com demaquiante bifásico e, então, lave com espuma de limpeza. “O produto com óleo dissolve melhor os pigmentos e ceras contidos no make e a espuma garante que nenhum resíduo permaneça”, diz a dermatologista Carla Albuquerque, de São Paulo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s