Gisele Bündchen: “Nunca aceitei esse estigma de mulher perfeita”

A top que chegou lá tem o pacote completo da felicidade. Mas batalhou muito para isso!

Gisele Bündchen: "Nunca aceitei esse estigma de mulher perfeita"

Gisele Bündchen: “Em tudo o que faço, dou o meu melhor”
Foto: Nino Muñoz

O segredo do sucesso da maior top model de todos os tempos é simples. E menos óbvio do que você imagina – não, rostinho e corpinho bonitos não são os únicos (e nem os mais importantes) ingredientes dessa receita. O que faz Gisele Bündchen estar na lista das 100 mulheres mais poderosas do mundo é: humildade para reconhecer seus erros, mudar e recomeçar (de novo, e de novo); e capacidade de lidar com suas expectativas e frustrações, sem culpas. ah, sim, há o fator x, o que a torna única – um in-can-sá-vel desejo de se superar. E de querer sempre mais.

Ícone de beleza? Sem dúvida. Referência mundial? Claro! Sortuda? Hummm… Dizer que tudo o que a übermodel conquistou até hoje contou, principalmente, com o fator “sorte” é uma explicação superfcial. E injusta.

Na entrevista, ela desmitifca o mito, coloca em xeque a obsessão pela perfeição e revela – com transparência espantosa – o que é preciso para chegar LÁ.
 

Gisele Bündchen: a top que chegou lá!
Foto: Nino Muñoz

Você parece já ter o pacote completo: família linda, beleza, saúde, sucesso e dinheiro. Ainda assim, continua se reinventando – seja lançando uma marca de lingerie, seja se engajando em uma campanha social. Como você faz para nunca se acomodar?
Sou movida a sonhos e ainda restam muitos para realizar. Cada fase da vida tem seus desafios e aprendizagens, e isso faz com que eu não me acomode. Estou sempre aprendendo e procurando crescer com os desafios que surgem no caminho.

Tudo que você toca vira ouro, independentemente do produto. A que você credita isso? Só um rosto bonito não é suficiente.
Em tudo que faço, dou o meu melhor e, se por algum motivo não consigo mais chegar lá, é sinal de que preciso mudar. O início da minha carreira foi muito difícil, mas logo entendi que cada um tem um ideal de beleza. Então, decidi focar em como poderia me diferenciar. Observava tudo o que se passava ao meu redor e via como conseguiria contribuir. Sempre fui (e sou) muito grata pela oportunidade de estar fazendo esse trabalho e procurei dar o máximo de mim – aliás, dar mais que o esperado. Tinha em mente: “Como posso fazer para me tornar indispensável?”

Todo relacionamento exige certo sacrifício, concessões, negociação, DRs. As mulheres têm reclamado, os homens também. O que você vê como a parte mais difícil do casamento?
Para um relacionamento dar certo, é importante a compreensão e a comunicação verdadeira. Com a rotina corrida de hoje, vivo à procura de um equilíbrio entre ser mãe, esposa e mulher de negócios. Na minha agenda, assim como tenho tempo reservado para trabalhar, também tenho tempo especial marcado para ficar com os meus filhos, com a família, com o meu marido. Mas, mesmo dando o máximo de mim, muitas vezes não consigo ser tudo que gostaria e, nesses momentos, tento ser gentil comigo mesma e não me julgar, reduzir um pouco minha elevada autocrítica.

Você conta que ouvia vários “não” no começo da carreira – ou por causa do nariz, ou por causa da idade, da falta de curvas… Agora que parece ter tudo, como lida com a frustração?
Desde muito cedo aprendi que é impossível agradar a todo mundo. Cada um tem experiências de vida, ideias e gostos bem diferentes. Quando as coisas não acontecem como eu espero, sei que existe uma lição para tirar disso. Sempre procurei encarar os desafios como aprendizagem, e até hoje isso não mudou.

De fora, você parece ser perfeita. Como administra a pressão para manter essa imagem intacta?
Eu seria muito infeliz se deixasse a opinião dos outros me definir. Nunca aceitei como verdade esse estigma de mulher perfeita. Sou um ser humano em constante transformação. Tenho meus defeitos e minhas inseguranças e tento superá-los. Isso faz parte do meu cotidiano e sempre reservo um tempo para meditar, nem que seja por dez minutos. Assim, consigo aquietar a mente e procurar as respostas em mim. Ao contrário do que imaginam, também tenho que encarar dificuldades. Para superar meus medos e alcançar meus sonhos, foi preciso muita dedicação, disciplina e foco.

@giseleofficial
No Instagram, a modelo compartilha sua intimidade – sempre com legendas em inglês e português, para agradar aos fãs de todo o globo. Em sentido horário, a partir do alto: celebrando a natureza; com os flhos, Vivian e Benjamin; ao lado do marido no baile de gala do Metropolitan Museum, em Nova York; e em uma prova de roupa da Versace.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s