Jim Carrey está livre de julgamento sobre a morte da ex-namorada

Mãe e marido da maquiadora Cathriona White alegam que o ator facilitou o acesso aos remédios que causaram sua overdose.

 

Mais de dois anos após a ex-namorada de Jim Carrey, Cathriona White, ter sido encontrada morta em seu apartamento, a acusação movida por Mark Burton e Brigid Sweetman – marido e mãe da maquiadora – contra o ator foi indeferida.

Em declaração a uma agência de notícias, uma fonte judicial afirmou que a documentação em questão foi apresentada na Corte Superior de Los Angeles em 25 de janeiro.

A dupla tenta provar, desde o final de 2015, que o astro de Hollywood não só é o responsável pela compra dos hipnóticos, anti-hipertensivos e analgésicos ingeridos por Cathriona, como transmitiu três tipos de DST’s para a irlandesa – o que, inclusive, foi o motivo do suicídio, de acordo com uma carta que estava junto ao corpo.

 

 

Apesar de o assessor de Carrey negar todas as acusações e confirmar o indeferimento do processo, os advogados que representam os familiares de Cathriona afirmam que o caso não está encerrado.

Alguém duvida que essa briga ainda vai render muito?

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s