Cage The Elephant: “A música é uma forma de mudar as pessoas”

Matt Shultz, vocalista da banda, falou sobre público brasileiro, política e Grammy em entrevista exclusiva à COSMOPOLITAN.

Recordistas de apresentações no Lollapalooza Brasil e vencedores do Grammy de Melhor Disco de Rock, com “Tell Me I’m Pretty”, Cage The Elephant é, definitivamente, uma banda que você precisa adicionar nos favoritos da sua playlist.

Após se jogar nos braços dos fãs em São Paulo, Matt Shultz, vocalista da banda, provou ter repertório, personalidade e atitude para sustentar o público que delirava com sua presença no festival, mostrando ser muito mais do que uma mera derivação de Mick Jagger, como a crítica já o apresentou.

 

Como foi para vocês tocarem no Lollapalooza Brasil pela terceira vez?

Foi incrível! Nós sempre temos grandes expectativas porque o público é sempre tão apaixonado. Dessa vez foi mais do que eu imaginava. Foi muito poderoso! A diferença de tocar pela terceira vez aqui é que a atmosfera está melhor, as pessoas conhecem mais a banda e as músicas.

 

Como vocês escolhem a setlist de seus shows?

Nós tocamos muitas musicas do álbum novo, outras que achamos que o público quer ouvir e as que queremos tocar (risos).

 

Para você, qual a diferença entre os fãs do mundo todo e os brasileiros?

Eu acho que há muita paixão, eles são reais, sabe? Até mesmo na hora de conversar. Toda vez que estivemos aqui, o público foi muito afetuoso com todos nós. Isso faz com que seja mais fácil nos conectarmos com eles.

 

Cage The Elephant

 (Reprodução/Instagram)

 

Você já ouviu música brasileira? Alguma delas te influencia?

Com certeza! Jorge Ben, Antônio Carlos Jobim e Os Mutantes, nós os amamos.

 

Você acredita que música e política podem se misturar?

Eu nunca fui muito ligado a política, porque eu acredito que o intuito da política é beneficiar a população e eu acho que eles servem a si mesmos. Eu acredito também que a politica polarize as pessoas e eu, pessoalmente, tento alcançar todo mundo; tocá-los no coração. Sabe? Eu gosto mais de estar envolvido em questões sociais, coisas que importam. Eu creio que, se existe uma forma de mudar as pessoas, é através da música.

 

Como aconteceu o crescimento da banda desde o álbum homônimo “Cage The Elephant” até “Tell Me I’m Pretty”?

Nós crescemos ao aprender a manter um certo nível de intensidade, o que nos fortalece. A intensidade da coisa está na forma como vemos as coisas, com todas as diferentes emoções, e não só que sai da boca.

 

Cage The Elephant

 (Reprodução/Instagram)

 

Como foi vencer o Grammy 2017 de Melhor Disco de Rock?

Eu fiquei muito lisonjeado. Foi como uma confirmação de que as pessoas estavam tendo as mesmas experiências  com a música do que nós enquanto escrevíamos para o álbum. Foi muito especial!

 

Cage The Elephant

 (Reprodução/Divulgação)

 

Como surgiu a ideia para a capa do álbum “Tell Me I’m Pretty”?

Nós [do Cage The Elephant] temos esse pensamento que vivemos nesse mundo e estamos sempre sendo influenciados por muitas coisas, como as redes sociais, e, desde sempre, somos treinados a esconder o que sentimos para que sejamos amados.

E, enquanto fazíamos a sessão de fotos, depois de escolhermos a garota – que é muito bonita por sinal, não a influenciamos em nada, deixamos que ela estivesse ali por si só, para que, dessa forma, refletisse o que queríamos transmitir.

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s