Chorar com filmes melhora o seu humor, diz estudo. Então, confira nossa lista para deixar as lágrimas rolarem

Mais um motivo para você se acabar com seus filmes preferidos, aqueles em que você sofre com o personagem, mas não deixa de ver cem vezes

Uma pesquisa publicada na revista científica Motivation and Emotion realizou uma experiência com 60 pessoas para estudar esse fenômeno. O grupo assistiu aos filmes “Sempre ao Seu Lado” (60% do público chorou) e “A Vida é Bela” (45% chorou) e, tanto antes quanto depois das sessões, todos passaram por uma avaliação focada no humor de cada um.

Logo após cada sessão, as pessoas que choraram demonstraram estar mais tristes e mal humorados do que no início do filme. Vinte minutos mais tarde, porém, o bom humor e a positividade começaram a ascender. Um hora depois, eles estavam mais bem humorados e alegres do que no início da sessão. Dentre os expectadores que não choraram, a variação de humor não oscilou significativamente.

Quer fazer o teste? Além de tentar com os dois da experiência, veja aqui a nossa seleção para chorar com gosto:

Titanic

Ah, vai, nossa lista precisava ter esse grande clássico, né? O fenômeno mais choroso dos anos 90 dispensa apresentações.

P.S. Eu Te Amo

A prova de que algumas histórias de amor desafiam a morte (e a nossa capacidade de derramar lágrimas).

A Culpa é das Estrelas

A história mais chorosa dos últimos anos não poderia estar de fora da nossa lista, né? Não adianta, quando você mistura paixão inesperada + doença terminal o resultado é: desidratação coletiva e desconhecidos se abraçando no cinema (true story).

Um Amor Para Recordar


Se você era adolescente em 2002, provavelmente esse filme está guardado na sua memória. Ele é meio que “A Culpa é das Estrelas” da década passada. Precisa dizer mais alguma coisa? Não, só sentir.

À Espera de Um Milagre

Nunca antes na história do cinema um presidiário de 2 metros amoleceu tanto nossos corações. Mesmo se passando nos EUA dos anos 50, esse filme nos faz refletir sobre preconceito, justiça e sistema prisional.

Marley e Eu

De todos os filmes da lista este é o único que tem a capacidade de nos fazer rir e chorar (muito!) na mesma medida. Own!

Diário de Uma Paixão

Reprodução Reprodução

Reprodução (/)


Dispensa apresentações e não poderia deixar de ser lembrado. A linda história de amor que sobrevive ao tempo e à distância já era o bastante para ganhar nosso coração, mas acrescentar Ryan Gosling foi golpe baixo.

Moulin Rouge

Em canções para cantar e tem lágrimas para chorar nesse musical maravilhoso! Não satisfeito em nos matar e enterrar com a versão moderninha de Romeu e Julieta, Baz Luhrmann (roteirista + diretor) foi lá e resolveu quebrar tudo mais uma vez. Para ver, rever e decorar as letras.

 

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s