Cleménce Poésy fala sobre os desafios de interpretar Françoise Gilot

A atriz francesa que roubou a cena em Harry Potter como Fleur Delacour é parte do elenco da série Genius da National Geographic.

Em meio a estreia especial no Festival de Tribeca, Cleménce Poésy conversou com a COSMO sobre os desafios de interpretar a artista francesa que foi uma das grandes musas de Picasso de 1943 a 1953, mãe de Claude e Paloma Picasso. A relação entre Gilot e Picasso foi controversa e cheia de conflitos. Além da grande diferença de idade, Picasso era ainda legalmente casado e também há diversas narrativas que indicam que Pablo era agressivo no relacionamento.

Em 1964, onze anos após Françoise deixar Picasso, ela publicou um livro sobre a sua relação. O sucesso das vendas, fez com que Pablo cortasse a relação com os dois filhos. Gilot, então, usou o todo o lucro das vendas para ajudar os filhos a comprovar que eram herdeiros legais do pintor.

 

Você era familiarizada com a história de Picasso e Gilot antes desta produção?

Com Picasso, sim. Cresci em Paris há alguns passos do Museu do Picasso. A vida dele e até alguns detalhes dela fizeram parte da minha vida de alguma forma. Nunca havia estudado de fato a sua história e suas relações, mas sempre tive uma familiaridade com ele. Sobre Gilot, eu realmente fui descobrir por causa da produção.

 

Como foi interpretar um pedaço tão importante dessa história?

Para mim, o mais impressionante foi conhecer essa personagem. Françoise é uma mulher maravilhosa. Fui gradualmente me apaixonando por ela conforme fui descobrindo coisas de sua vida. Fiquei encantada com quem era, tudo o que escreveu e a arte que criou.

 

A história de Gilot, apesar de não ser o centro da série, é um ótimo exemplo de empoderamento feminino. Você viu a narrativa dessa forma?

Sim, porque ela tinha uma personalidade impressionante. Essa história é de uma época onde haviam mais limitações para mulheres e ela simplesmente não as aceitou. Tinha uma visão clara de como queria a vida e a carreira dela fossem. E fez o que pode para conseguir alcançar isso em uma época que muitas mulheres nem cogitavam ter uma carreira. Gilot é sem dúvida uma mulher à frente de seu tempo.

 

A série já vem com uma expectativa alta da primeira temporada. Como é para você fazer parte deste projeto?

Tem sido uma experiência incrível. Trabalhar com esse time, principalmente o Antonio Banderas, foi maravilhoso. Não faz nem um mês que terminamos as gravações. Ainda sinto que estamos no meio da produção, sabe? Mas tem sido muito legal.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s