John Legend e Sara Bairelles falam sobre a vida profissional em Tribeca

O encontro rolou no Tribeca Talks Storytellers

John Legend e Sara Bairelles fizeram uma participação especial no Festival de Cinema de Tribeca ontem à tarde na série Tribeca Talks Storytellers – conversas sobre contadores de história. A palestra teve um clima totalmente descontraído. Os dois artistas faziam piadas e riam de suas conquistas e fracassos musicais enquanto tomavam vinho em cima de um palco com uma plateia de duzentas pessoas que mais pareciam estar na sala de casa ao redor de amigos íntimos.

Sara Bairelles era a entrevistadora do evento, e como é amiga de longa data de Legend, acabou levando a conversa para assuntos que geralmente não saem na mídia. Como sempre, a intimidade acaba com qualquer imagem descolada que qualquer um dos dois queria manter frente ao público no teatro. John não poupou histórias peculiares da sua infância, foram desde o look cowboy gostava de vestir (que você consegue ver o vídeo no Instagram da COSMO) até ter que prender a respiração por conta do cheiro ruim da sua primeira professora de piano.

Além disso, o cantor compositor, também falou sobre sua breve carreira coorporativa logo que se formou na faculdade no Boston Consulting Group. Sua ideia era ser transferido para Nova York para poder focar na carreira musical.

A conversa também teve um foco bastante profissional – afinal, o tema do evento era sobre contar histórias através da música. Os dois abordaram temas específicos da área como técnica vocal, pesquisa e preparação musical e a experiência de composição para música popular e musicais de forma leve e bem-humorada.

Os musicais hoje fazem uma grande parte da carreira de John Legend, uma vez que ele participou de La La Land e mais recentemente estrelou no concerto de Jesus Christ Superstar na NBC em que Sara Bairelles interpretava Maria Madalena. Sobre os seus piores resultados em gravação, Legend contou que não desiste da música até o fim, mas nem sempre publica o que grava, e hoje tem uma coleção imensa de músicas não publicadas.

John destacou a importância de estar cercado de pessoas que ele confia para troca de ideias, mas que também tem que acreditar no seu instinto. E para os planos futuros, ele cogita compor um musical da Broadway e conta com as dicas para Bairelles que está com o musical Waitress em cartaz.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s