5 situações em que você pode (e deve) dizer “não” no trabalho

Saber negar é encarado como rebeldia, mas como sinal de maturidade — e pode contar pontos para aquela sua tão desejada promoção. Aprenda quando é recomendável usar essa palavrinha tão forte e poderosa no escritório.

Quando o fato de aceitar mais alguma tarefa colocar em risco a entrega de outras atribuições.

“Aceitar mais trabalho sabendo que não vai conseguir cumprir é irresponsabilidade. O chefe prefere ouvir um ‘não’ antes de ver toda a agenda descontrolada”, diz Mauricio Santos, gerente nacional de vendas da Jack Daniels, líder de uma equipe espalhada por todo o país.

O superior nem sempre consegue perceber como está sua rotina quando decide repassar uma nova tarefa. É você quem precisa reunir dados para mostrar que não cabe mais nada na sua cota. “Hora extra todo mundo faz em algum momento.

É preciso mostrar claramente quais atividades assumiu para quais prazos e perguntar sobre a data final para a nova tarefa. ‘O que você sugere para que eu consiga cumprir as duas?’, pode ser uma forma gentil de comunicar a ele que talvez não dê para fazer tudo”, diz Marcelo Olivieri, da Talenses.


Quando seu banco de horas está transbordando.

O fim do expediente chega (em horário razoável) para todo mundo, mas nunca para você. Ficar um ou dois dias até mais tarde por causa de alguma solicitação de última hora — um relatório pedido pela matriz internacional, por exemplo — tudo bem, mas virar as noites não pode ser um hábito. Experimente fazer uma lista com todas as atividades realizadas no dia. Converse com os colegas — sem que eles percebam que você está fazendo esse tipo de investigação — e veja se está com mais ou menos tarefas que eles e se gasta muito mais tempo para realizar cada uma delas. Se está mesmo atolada, sem mimimi, fale com seu chefe.


Quando seu chefe pede para você preparar uma apresentação para a diretora utilizando uma ferramenta de análise que você não domina.

Reflita: 1) a empresa já deu condições para você desenvolver essas habilidades em outro momento e você não aproveitou? 2) faz parte do escopo da função e é, portanto, um déficit? 3) é a oportunidade de crescimento que você tanto esperava? Se respondeu não a essas três perguntas, ok, pode recusar. Se respondeu com “sim” a alguma, repense. Afinal, se você não encarar novos desafios, não vai crescer nunca. “’Não sei usar essa ferramenta, não vou fazer”, é perder a oportunidade de mostrar que é capaz de lidar com imprevistos. Diga: “Não domino essa técnica, mas quero fazer. O que você acha?’”, diz a coach Helena Coelho, sócia da FTR Coaching. Se perdeu o treinamento necessário, peça as anotações da aula para os colegas, pesquise o assunto na internet e, se preciso for, faça isso nas suas horas extras. 


Quando é preciso se dedicar exclusivamente a um projeto

Para que para que o resultado seja ótimo, o novo talvez tenha que ser recusado. Mas, se for algo que represente possibilidade de se destacar na carreira, tente persuadir seu chefe. “Pode ser uma forma de a pessoa mostrar que está preparada para ser líder. Nesta posição, em que o profissional é mais exigido, tem de ter a capacidade de negociar, sob pena de não durar muito na função”, diz Mauricio Santos. E prepare-se para uma negativa do lado de lá — seu superior pode considerar essencial que você cuide de tudo, por exemplo — sem se irritar.

Quando o cargo oferecido pode não ter nada a ver com você.

O rumo que você quer dar à sua carreira não é aquele ou, ainda, o chefe na nova função é extremamente complicado e você já percebeu que ninguém permanece muito tempo no setor. Este pode ser o “não” mais maduro e assertivo da sua vida.  “Em qualquer situação, a profissional precisa refletir sobre como está inserida naquele negócio, quais são seus objetivos e expectativas e pesar o que a negativa representará para sua carreira”, diz a coach Helena Coelho . Para Marcelo Olivieri, da Talenses, esse é um “não” delicado, que precisa de reflexão e de diplomacia para ser dito, para não fechar portas. “Você é quem mais conhece você mesma. Então, se sente que não está pronta, pode dizer que quer esperar um pouco mais, que precisa de um pouco mais de experiência”.  

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s