9 hábitos que vão ajudá-la a administrar o dinheiro

Algumas dicas básicas podem ajudá-la a fazer a grana render muito mais até o final do mês

Tenho me dedicado bastante a entender quais são as chaves que podem nos ajudar a mudar hábitos e comportamentos que não nos servem mais e que costumo chamar de emotional blocks. Reconhecer essas emoções em você e em outras pessoas é importante para que consiga tomar decisões, inclusive as profissionais e relacionadas ao seu dinheiro. Pesquisas americanas mostram que pessoas com essa habilidade ganham, em média, 29 mil dólares a mais por ano, comparadas às que não exercitam os tópicos a seguir (e que acho especialmente importantes para nós, mulheres):

1.Gerencie o seu tempo

Livre-se da tirania do urgente e passe a fazer o que é, de fato, importante. Quantas vezes você pensou no fim dia “As horas voaram e não fiz nada!”?

2.Escute

Deveria ser fácil, mas não é. Perceba quando você fica calada e está planejando sua próxima fala. Em vez disso, mantenha o foco no que a outra pessoa está dizendo e suspenda a vontade de fazer um julgamento. Adoro a frase “Escutar para concordar”.

3.Diga não

Uma pesquisa da Universidade da Califórnia, em São Francisco (EUA), mostra que, quanto mais você hesita em dizer não, mais corre o risco de experimentar o stress e a depressão. “Não” é uma palavra poderosa e você não precisa ter medo de usá-la. Seja assertiva, diga NÃO! Isso vai liberar um monte de tempo e energia para coisas importantes.

4.Peça ajuda

É preciso ter muita confiança e humildade para reconhecer a hora certa de pedir ajuda, antes que seja tarde demais.

5.Durma bem

Ter um sono de qualidade é sinônimo de ter uma mente saudável. É nesse período que o seu cérebro se livra das toxinas responsáveis por dificultar o raciocínio, matar a criatividade e te deixar inábil emocionalmente. E não há cafeína que resolva o assunto.

6.Saiba quando calar

Fazer os outros saberem o que você pensa é ótimo. Mas escolha quais batalhas quer travar, não entre em todas! Essa é, para mim, uma das habilidades mais difíceis de colocar em prática e, hoje, a que melhor incorporei!

7.Tenha iniciativa

Parta para a ação – há muita diferença em saber o que deve ser feito e fazer de verdade. Sair da paralisia do medo, da apatia ou da preguiça requer treinamento para que vire algo da sua natureza.

8.Pense positivo

Nossa mente sempre foca no perigo, é parte do nosso mecanismo de sobrevivência. Pense bem: muitas vezes, aquilo que nos preocupa nunca chega a acontecer. É necessário um esforço racional para manter a mente otimista, com o famoso olhar sobre o copo meio cheio, como diz o ditado.

9. Junte todas as 8!

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s