Como dar fim à desigualdade de gênero nas empresas

Maíra Habimorad, CEO da Cia de Talentos, ajuda você a solucionar dúvidas sobre a sua vida profissional

Vamos falar do papel da mulher no mercado de trabalho. Infelizmente, os números são assustadores. A pesquisa Women in the Boardroom – A Global Perspective, realizada pela Deloitte, indica que apenas 15% dos assentos dos conselhos de empresas em todo o mundo são ocupados por mulheres. O Brasil aparece na 37ª posição, com 7,7% de participação feminina no topo das organizações. E a estatística ruim não para aí: pesquisa feita pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostrou que pelo menos metade das brasileiras foi demitida no período de até dois anos depois da licença-maternidade. E que após seis meses de estabilidade a probabilidade de demissão dessas mulheres é de 10%. Eu poderia continuar trazendo números e dados estatísticos alarmantes que comprovam que ainda temos um longo caminho a percorrer: desde igualdade na remuneração até uma presença maior em cargos de liderança.

Ocuparmos posições de destaque é especialmente importante porque, em organizações piramidais, quando há ausência de mulheres no topo, duas coisas acontecem: há uma perda de negócio, porque somos consumidoras e fazemos parte da sociedade; e as decisões ficam em cima de uma única ótica – masculina. Isso realimenta esse ciclo de que o homem não necessariamente vai trazer esse olhar sobre a importância de criar e reforçar políticas que sejam adequadas às profissionais que são mães.

Creio que seja fundamental colocar os homens na mesma mesa de negociação: “Como é que a gente pensa aqui, juntos, funcionários, donos, líderes da organização, em como criar um ambiente em que as mulheres possam crescer e se desenvolver?” Levando um olhar que fale de resultado, performance e meritocracia, porque a linguagem do resultado é aquela que todo gestor consegue entender, independentemente do gênero. É nesse protagonismo feminino que eu acredito

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s