Como suas emoções influenciam sua conta bancária

Descubra como suas atitudes e emoções acabam influenciando o saldo da sua conta

Como suas emoções influenciam sua conta bancária

Evite ser “tirano” e usar o dinheiro para controlar pessoas e situações
Foto: Getty Images

 

“Muitas de nós se vêem no escuro quando tentam entender a causa de seus problemas financeiros”, afirmou a consultora americana Deborah Price, autora do livro Terapia do Dinheiro (Editora Best Seller); Resultado disso: frustrações e conflitos para o resto da vida. Para ajudá-la a descobrir como suas emoções influenciam sua conta bancária, Deborah dividiu as pessoas em oito tipos. Confira:

Inocente

É facilmente influenciado pelos conselhos e opiniões dos outros. Como a Dorothy, de O Mágico de Oz, espera que alguém cuide de suas finanças. Morre de medo de ser abandonado. Precisa parar de se sentir incapaz.

Tolo

Vive para o presente, é impetuoso e indisciplinado. Com isso, atrai dinheiro com facilidade para deixá-lo escapar por falta de atenção. Um conselho? Confiar menos na sorte.

Tirano

Usa o dinheiro para controlar pessoas e situações. Pensando apenas em si mesmo, pode ter tudo o que deseja, mas nunca se sente completo ou em paz. É um insatisfeito crônico.

Vítima

Tem propensão a viver no passado e a jogar a culpa dos seus infortúnios financeiros em fatores externos. Teme demais ser traído e se sente indefeso. Sua saída é transformar as experiências ruins que já viveu em ferramenta para uma real mudança.

Guerreiro

Via de regra, é bem-sucedido nos negócios, confia nos próprios instintos para investir. Seus principais temores: dependência financeira e perda do poder. Evitaria conflitos se estabelecesse o que é de fato importante para ele e o que não vale um confronto.

Mártir

Faz mais pelos outros do que por si mesmo, sem medir as conseqüências. Ora procura estar no controle, ora age como uma criança magoada. Se combater o negativismo, vai enxergar que possui sabedoria para ser um orientador e realizador poderoso.

Artista

De um lado, ama a liberdade que uma conta bancária gorda proporciona, de outro, esquiva-se do mundo materialista. Essa relação de amor e ódio com o dinheiro acaba bloqueando o fluxo dele. Para mudar isso, comece a aceitar o mundo em que vive.

Mago

Consciente de si mesmo e do mundo que o rodeia, tem uma relação ideal com o dinheiro. Criterioso, verdadeiro, otimista e bastante paciente, sabe que todas as necessidades são satisfeitas com o tempo. Ele se conecta de forma realmente equilibrada com o mundo espiritual e o material.
 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s