Conheça a história da estilista Emannuelle Junqueira

Quando se preparava para se casar, ela fez seu próprio vestido. Esse foi o primeiro passo para um negócio que conquista noivas há 17 anos.

Sabe aquela sensação de não se encaixar? Foi ela que fez com que a carioca Emannuelle Junqueira virasse estilista. Aos 14 anos, ela não se identificava com os looks que via nas vitrines e resolveu fazer curso para ela mesma costurar as roupas do jeito que queria. “Me lembro muito de um vestido amarelo- ouro que fiz. Ele tinha um forro separado, o de cima era de organza, com transparência e uma gola gigante”, diz. Atrelada à habilidade de costurar, existia a vontade de ser independente. Então, além de criar peças para ela mesma, resolveu transformar o hobby em negócio durante a adolescência e colocou à venda suas criações. “Vendia peças mais simples, como calças-pijama estampadas”, diz. Era o maior sucesso entre as colegas.

Da escola, partiu para estudar moda na Faculdade Santa Marcelina, em São Paulo. Seu desejo era entender mais do que as aulas teóricas tinham para oferecer. Por isso se aventurou em vários tipos de confecção: jeans, masculino, malharia… “Queria ser uma empreendedora além de estilista”, conta. Mas em 1999, dois anos após se formar, ela se casou. E isso não mudou só sua vida pessoal, como é natural, mas a profissional também. “Resolvi fazer meu vestido de noiva. Desenhei e produzi. Corria de um lado para o outro, da costureira para a bordadeira de linha e para a de pedrarias”, conta. O véu ela fez com as próprias mãos. Ali começava uma marca de sucesso que hoje tem estrelas como Carol Castro, Débora Nascimento e Sandy na lista de mulheres que usaram uma de suas criações.

De fazer seu próprio vestido até assinar o branco das globais, a estrada foi longa. Primeiro, logo após sua festa, várias amigas começaram a procurá-la para que ela produzisse peças especiais para o próprio casamento. Sem ateliê, todas as produções eram feitas em casa mesmo. “Quando comecei a criar vestidos de noiva, lá no começo dos anos 2000, achava que as opções disponíveis eram muito parecidas. Quis quebrar isso. A maneira com que trabalho os tecidos e as interseções é bem característica. Sempre digo que minha roupa cria o desejo de tocar”, conta. Quando engravidou, em 2002, percebeu que precisava de um lugar só para seu negócio. O ateliê abriu as portas em abril de 2003. “Montei um espaço pequeno em um prédio comercial. Como comecei fazendo apenas vestidos por encomenda, não tive um investimento altíssimo na marca. Produzia de dois a três modelos por ano. Hoje faço, sob medida, cerca de 120”, diz.

Pareceu fácil, né? Mas não foi. “Começar foi bem difícil. Não era ligada em administração e chamei minha mãe para me ajudar na parte financeira”, conta. Mais madura depois de 17 anos à frente de seu ateliê, hoje ela coordena uma equipe de 25 pessoas e uma marca bem rentável. Atualmente, quem quiser desfilar um modelo de Emannuelle em seu casamento terá que desembolsar entre 4 500 e 28 mil reais. Sua dificuldade hoje é equilibrar o lado empresária com o lado artista. O conselho de empreendedora de Emannuelle para si mesma e para outras pessoas para começar e guiar o próprio negócio é “Siga seu coração”. “Muita gente dá palpite, e cheguei à conclusão de que a minha intuição é a que vale. É errando que se aprende”, diz. Está aí uma lição que vale para a vida, não só para os negócios.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s