De 126 mortes violentas de mulheres, só um caso foi julgado

Crimes ocorreram entre os dias 21 e 27 de agosto do ano passado

Em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o G1 analisou a quantas andam 126 casos de mortes violentas de mulheres, ocorridas no Brasil de 21 a 27 de agosto de 2017. Os resultados, recém-divulgados pelo portal, demonstram um cenário preocupante.

Veja: seis meses depois, apenas uma ocorrência foi a julgamento, 32 viraram processo, 54 ainda estão em andamento (sem réu), 47 são de autoria desconhecida até o momento e 25 foram considerados suicídios. Isso sem mencionar que somente 34 casos resultaram em prisão e, após as investigações, as suspeitas de feminicídio (homicídio de mulheres por questões de gênero) saltaram de nove para 21. Abaixo, mais dados do levantamento:

O perfil das vítimas

Faixa etária

0 a 17 anos – 15%

18 a 25 anos – 31%

26 a 35 anos – 21%

36 anos ou mais – 15%

Sobre as ocorrências

Metade das vítimas é branca

Quase 60% dos casos ocorreram à tarde ou à noite

Metade das vítimas morre de arma de fogo

43% têm autores identificados

27% sem autoria conhecida

10% não informados

20% dos casos são suicídios

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s