Dicas de Bel Pesce para você empreender

Quer ser uma mulher de negócios mas não tem ideia de como seria? A Menina do Vale conta os desafios que você vai encontrar pelo caminho e te ajuda a enfrentar essa missão. Confira:

Aos 18 anos Bel Pesce foi morar nos EUA para estudar na MIT (Massachusetts Institute of Technology – uma das universidades mais conceituadas do mundo), a partir disso a vida da brasileira decolou. Agora, com 26 anos, acaba de lançar seu terceiro livro A Menina do Vale 2, está com a agenda lotada para dar palestras e coordenar a FazInova, escola criada pela própria para ajudar as pessoas a descobrirem seus talentos. Ela é fera no assunto! Confira as dicas de Bel para você se sair bem que nem ela nessa missão:

1. Ame o que você faz

“Se você tem habilidades pessoais incríveis que podem potencializar o negócio, poxa, se coloque em uma empresa em que elas serão usadas. Ou, se você tem metas de vida que dependem do seu trabalho, alinhe. Cara, um tem que potencializar o outro! Eu sempre agarrava as coisas de que gostava. E nunca dizia: ‘‘Ah, não vou fazer aquela aula de japonês, que não vai servir pra nada’’. Fazia e me divertia. Essa postura me forneceu muitos dados sobre o que eu gostava e me ajudou a descobrir meus talentos. Dê chance ao acaso.”

2. Seja realista, nem tudo é alegria

“Fazer o que você ama não é estar sempre sorrindo. Todo trabalho tem perrengues. Quando minha irmã veio trabalhar comigo, achava que eu ficava criando o tempo todo. Que nada! Sou metade do dia terapeuta, metade resolvedora de problemas. Encontre algo amplo que você goste. Assim, até os perrengues vão fazer sentido, porque a gente enxerga um propósito maior. Minha geração está muito nessa de ‘as minhas prioridades são outras’, eu quero aproveitar’’. Mas alguém tem que fazer acontecer.”

3. Não acredite que ser sua própria chave é fácil

“Quando você pergunta por que as pessoas querem empreender, ouve: ‘‘Para me livrar do meu chefe’, ‘fazer meu horário’ e ‘ficar rico’’. Tá, você se livra do chefe. Mas cliente é beeem pior que chefe! Chefe perdoa, vê que você deu o seu melhor. Cliente é mercado: não entregou, está fora do jogo. Vai trabalhar mais e, o mais provável, falir. Empreender tem coisas legais, mas está muito glamurizado.”

4. Empreender não é para qualquer um, tenha habilidades

“Não vejo empreender como apenas uma empresa. Vejo empreender como ter ações que te façam tomar as rédeas dos projetos nos quais você acredita. Posso ser uma empreendedora dentro de uma grande empresa. Ou na faculdade, criando um clube de leitura. Nessa visão, todo mundo pode empreender. Já para começar uma empresa tem que ter muito estômago. Precisa gostar de lidar com pessoas o dia inteiro e como não é só gente do bem que existe, infelizmente, você toma umas pancadas. Então as habilidades mais essenciais são de comportamento: saber se relacionar, posicionar bem seu produto, vender, ser produtivo, negociar. Claro que, às vezes, são exigidos conhecimentos específicos. Mas nunca vi uma empresa falir por falta de tecnologia. Ou o problema é o sócio, ou ter criado um produto que ninguém queria.”

5. Acredite em você mesma e aproveite as oportunidades

“Eu era especializada na parte técnica, não em business. Eis que apareceu uma oportunidade de um acordo multimilionário para a empresa em que eu trabalhava. Sugeri ao responsável por parcerias que nos uníssemos à empresa X para aumentar nossas chances. Ele não me ouviu, e perdemos pra quem fez! Quando você, jovem, propõe três coisas e não te escutam, e você vê dar certo para os outros, começa a pensar: ‘eu sabia fazer e não estão me dando chance’. Saí do emprego com isso martelando na minha cabeça. No novo trabalho, estava obcecada em fazer uma parceria. Fui para a Coréia do Sul tentar convencer o CEO da Samsung a instalar nosso aplicativo nos aparelhos da marca. Era a primeira versão do produto, tosquice total. Óbvio que não ia rolar. Deixei uma experiência passada que me magoou virar meu foco. Erros assim a gente não percebe.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s