Islândia torna ilegal diferença salarial entre homens e mulheres

A medida começou a valer dia 1 desse mês

A Islândia se tornou o primeiro país do mundo a tornar ilegal mulheres receberem salários menores do que os homens. A nova lei, que passou a funcionar a partir do dia 1 de janeiro de 2018, já tinha sido anunciada no Dia da Mulher em 2017.

Para fazer valer tal decisão, todas as empresas que tiverem mais de 25 funcionários serão obrigadas a ter um certificado emitido pelo governo mostrando suas políticas de igualdade. Em caso de descumprimento da lei a empresa não conseguirá o certificado e ainda tomará uma multa.

A ideia, com a medida, é eliminar a desigualdade salarial até 2022. Nos últimos 9 anos, a Islândia foi eleita o país com mais igualdade salarial pelo ranking do Fórum Mundial Econômico (WEF) e, mesmo assim, as mulheres recebiam salários de 14 a 18% menores do que os homens em 2016, por exemplo.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s