“Posso viajar pelo mundo, porque não gasto com roupas”

Lauren Meeks contou à Cosmopolitan americana como faz para arranjar dinheiro para viajar pelo mundo. É inspirardor"

“Quatorze dólares e noventa e nove centavos.

Isso é quanto as roupas que eu tenho atualmente custaram (com exceção do meu vestido de noiva, que foi um pouco menos de 200 dólares).

Quando eu estava na faculdade, minha avó e eu criamos uma tradição. Toda vez que eu fosse visita-la, nós sairíamos para almoçar — pedíamos sempre a pizza de lagosta do menu de entradas do Red Lobster — e falávamos de nossas vidas. E, depois do almoço, ela me levaria para fazer compras em um brechó.

Isso se tornou quase como um jogo para nós, ver quantas coisas bonitas conseguíamos achar por tão pouco dinheiro. Enquanto eu experimentava as roupas no trocador, ela sentava em uma cadeira e inspecionava os itens que eu havia selecionada, para não correr o risco de ter algum furo ou defeito neles.

Ocasionalmente, ela expressava o prazer de ver algo de marca muito barato. Eu não ligo muito para grifes, então eu nem sabia o que estava acontecendo e ficava animada quando minha avó me contava.

Desde estes encontros especiais com a minha avó, eu comecei a adorar pechinchar. Não me lembro da última vez que comprei algo pelo preço cheio. Eu apenas não conseguia — sou muito econômica e ligada nas promoções se você estiver disposta a esperar. Não faz sentido para mim pagar caro por qualquer coisa, especialmente quando elas são superestimadas.

Apesar de eu nunca ter sido muito rica, eu fui capaz de fazer coisas com o meu salário baixo que muitas pessoas apenas sonham. Ser econômica com o meu orçamento gasto em roupas me beneficiou enormemente.

Por quê? Porque eu escolhi gastar meu dinheiro em viagens e experiências do que em sapatos e roupas. Eu já fui para todos os continentes, mais de 24 países, e já vi tudo desde o Taj Mahal (Índia), Angkor Wat (Camboja) e Grand Canyon (Estados Unidos) até Machu Picchu (Peru), Versalhes (França) e Sagrada Família (Espanha). Eu já fiz skydiving, asa delta e voei em um helicóptero, além de andar em camelos e elefantes.

Viajar o mundo

Tudo isso aconteceu enquanto eu trabalhava meio período. E nada disso teria acontecido se tivesse escolhido gastar mais dinheiro com roupas.

Não é que eu não poderia ter gastado mais com roupas e sapatos. Fui abençoada com um pouquinho de renda disponível e escolhi gastá-la em coisas diferentes.

Eu não consigo compreender a lógica por trás de gastar milhares de dólares em alguns vestidos que sairão de moda (ou do meu gosto) no ano seguinte.

Mas eu entendo completamente que algumas pessoas ficam satisfeitas por estarem bem vestidas, mas eu prometo que você pode fazer isso sem gastar toneladas de dinheiro. Eu acho que me visto bem — e tenho um guarda-roupa cheio de roupas lindas e baratas e de sapatos que me fazem sentir confiante, sexy e linda quando os coloco. Para mim, viajar e aprender com as minhas experiências são um investimento para a vida toda. Eu tenho lembranças, amigos e conhecimento que permanecerão comigo para o resto da minha vida — sem mencionar as histórias maravilhosas para compartilhar em festas quando a conversa esfria.

Eu gosto de pensar que estou incrível enquanto viajo pelo mundo”.

 

Fonte: COSMOPOLITAN EUA

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s