Primeira transexual na Superliga de vôlei faz estreia em jogo

Após quase dez meses de espera, Tiffany, de 33 anos, recebeu autorização da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) para jogar na categoria feminina.

 

No último domingo (10/12), o time de vôlei feminino brasileiro deu um grande passo em reconhecimento a diversidade de gênero. Tiffany Abreu foi a primeira atleta transexual a participar da Superliga Feminina, integrando o time de Bauru.

A atleta recebeu a autorização da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) para jogar após dez meses de espera. Antes disso, ela havia conseguido a liberação da Federação Internacional de Voleibol (FIVB) para competir profissionalmente

Segundo a revista Veja, a decisão foi tomada em parceria com o Comitê Olímpico Internacional (COI), que permite a participação de homens em competições femininas, desde o ano passado, exigindo que a atleta tenha a testosterona controlada, sem a necessidade de mudança de sexo.

É esse tipo de incentivo que a gente gosta de ver no esporte!

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s