Use as redes sociais a seu favor

Ninguém é tão lindo quanto parece nas fotos do Instagram e tão bem-sucedido quanto mostra o LinkedIn. Mas ter uma vida online melhor do que offline pode ser muito bom para você

Use as redes sociais a seu favor

É como se a internet fosse uma espécie de currículo, pois serve para turbinar a carreira, a vida social e os relacionamentos
Foto: Getty Images

Se não fosse pelo Facebook, você nunca mais precisaria encarar aquele ex cafajeste ou aquela colega metida da faculdade. Mas foi inevitável aceitá-los como seus amigos e, agora, eles acompanham sua rotina diariamente. E você, claro, não iria perder a oportunidade de mostrar como sua vida está incrível. Então só posta fotos em que está linda (depois de ter tirado várias), dá check-in em lugares badalados (por mais que esse tipo de programa só role às vezes) e atualiza seu status com posts felizes durante uma viagem (ninguém precisa saber que você perdeu o voo, a mala…). Não se sinta mal: todas nós fazemos isso. Embora muita gente condene essa, digamos, maquiada na realidade, será que é mesmo um crime dar uma melhorada no seu dia a dia nas redes sociais – e deixá-lo mais divertido e glamouroso? “Reproduzir online uma vida mais bem-sucedida do que a que você tem é um jeito de enxergá-la dessa forma. E a incentiva a fazer as mudanças necessárias para chegar lá”, diz o psicólogo Wilton de Oliveira, de São Paulo.

Claro, se exagerar, essa “melhorada” acaba transformando sua história numa mentira. Aí, adeus, identidade e credibilidade. Mas, se feita da maneira certa, pode ser o empurrão que faltava. “Quem exibe uma rotina melhor do que a real sabe que tem capacidade de conseguir aquilo”, diz o psicoterapeuta Petrus Raulino, de Campinas (SP). Descubra como se projetar nas redes sociais e bombar sua vida. Você vai se transformar na melhor versão de si mesma – no offline também!

Currículo virtual
Talvez você não tenha lido o best-seller da vez nem ache que a Beyoncé tenha lançado algo incrível desde Single Ladies. Mesmo assim, você posta frases inteligentes tiradas do livro (afinal, Google existe para isso) e compartilha o último clipe da diva que está bombando no YouTube. Afinal, é pelo seu perfil nas redes sociais (e por todas as suas fotos, check-ins, grupos a que pertence) que você se promove e mostra que está por dentro das novidades, é inteligente, trendsetter (e o que mais você quiser). É como se a internet fosse uma espécie de currículo – mais completo do que nunca, pois serve para turbinar a carreira, a vida social, os relacionamentos. E, como em qualquer CV, dar uma floreada básica (eu disse básica) não tem problema algum – vai ver seu inglês não é tão fluente, mas você se comunica bem e, por isso, tem mais chances de conquistar uma vaga. E o mesmo vale para as redes: dar um upgrade em si mesma rende likes e seguidores – sem contar a eventual entrevista de emprego que pode pintar por causa das suas atualizações no LinkedIn.

De online para offline
Conforme sua vida virtual vai ganhando força, sua vida fora da tela do computador também. “Você passa a ser seu próprio espelho. E a vontade de crescer estimula suas atitudes”, diz Wilton. Na carreira, por exemplo, você sonha com uma posição poderosa na empresa, no estilo O Diabo Veste Prada. Mas, como isso ainda não aconteceu, não há nada de errado em aproveitar o melhor do seu emprego atual ao publicar fotos em cursos de especialização ou fazer postagens elogiando reuniões.

Real X irreal
O papel da internet, então, é ampliar as suas qualidades e criar oportunidades para você offline – ampliar, não mentir. Não adianta encher seu perfil com fatos sobre você sem que tenham uma pitada de verdade. Sim, todas nós temos momentos de diva, mas não é todo dia que a vida é tão incrível (casais brigam, você leva bronca de chefe, seu cabelo não acorda maravilhoso sempre). E postagens inocentes podem dar a impressão errada. Se você, por exemplo, adora uma badalação, cuidado. Com isso, vêm check-in em lugares bacanas e fotos cercadas de drinques – e pode passar uma imagem de futilidade. Já pensou se, por causa da foto daquele martíni, as pessoas começam a achar que você bebe demais e não faz nada melhor da vida? Chato. Também não é saudável viver em pé de guerra com o gato fora do computador, enquanto online demonstra ser o casal mais apaixonado do mundo. “Se você for feliz apenas virtualmente, sem fazer mudanças na vida real, aquele vazio não vai sair do seu peito”, diz Wilton.

Cuidado com a inveja!
Oba, você está arrasando online e offline! Mas não se iluda: nem todos vão curtir sua felicidade. Afinal, o Facebook desperta inveja. Uma pesquisa das universidades alemãs Humboldt e Técnica de Darmstadt, com 584 pessoas, revelou que uma em cada cinco sente inveja dos colegas virtuais. Os tipos de publicação que mais despertam esse sentimento são posts de viagens, os que rendem muitos comentários e, por último, aqueles em que as pessoas aparecem felizes.
 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s